Caso João de Deus: por que precisamos do feminismo

As acusações de abuso sexual crescem a cada dia, revelando o machismo praticado por anos pelo médium

Por: Superela | Comunicar erro

É normal para uma mulher ouvir, em pleno século XXI, que o feminismo é pura vitimização. “Estamos em uma geração mimimi. O machismo não existe”, muitos dizem. Porém, diversas situações provam o contrário. De menina a moça, sim, todas nós precisamos dele. A prova disso (mais uma) são as acusações contra o médium João de Deus.

Para quem não o conhece, João Teixeira de Faria é um dos médiuns mais famosos do Brasil. Nascido em Cachoeira da Fumaça, interior de Goiás, ele atualmente reside e trabalha em Abadiânia, no mesmo estado, na Casa Dom Inácio de Loyola, no qual é fundador . Para se ter ideia, João de Deus já recebeu em seu hospital espiritual milhares de celebridades. Dentre elas, Xuxa, Luciana Gimenez e Naomi Campbell. Já atendeu, inclusive, os ex-presidentes Dilma Roussef, Lula e Bill Clinton.

Crédito: Divulgação/ Marcelo Camargo/Ag. BrasilCasa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, Goiás, onde aconteciam os atendimentos e os abusos cometidos pelo médium.

Com o tempo, ele foi ganhando fama devido aos seus dons sobrenaturais até que, como em um pulo, atingiu a fama internacional ao ser entrevistado por Oprah Winfrey em 2012. Muitas pessoas (e celebridades) procuravam-no (e ainda o fazem) em busca de curas para problemas de saúde, físicos e, claro, espirituais.

O machismo disfarçado de crença

Porém, no último sábado, 8, sua fama pareceu tomar outro rumo.  Durante o programa Conversa com Bial, da Rede Globo, 13 mulheres contaram suas experiências com João de Deus e, acredite, os relatos são terríveis.

Elas e milhares de outras pessoas, inclusive sua própria filha, tomaram coragem para denunciá-lo por abuso sexual. De crianças a adultas, muitas foram vítimas de um machismo velado e, pior que isso, de uma crença que deveria servir apenas para o bem.

O médium se aproveitava de suas consultas particulares para abusar dessas pessoas. O comportamento variava entre mandar uma paciente tirar suas calças e tocá-la, pois o centro só permitia o uso de roupas brancas. Até estuprá-la como fez, com sua própria filha, e ameaçá-la depois.

João de Deus atendia cerca de 1000 pessoas por dia na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, Goiás.

Mais uma celebridade “blindada”

As acusações estão sendo estudadas e, a cada dia, novas denúncias chegam ao Ministério Público. Para se ter ideia, até a última segunda-feira, 10, foram computados 40 relatos contra João de Deus. E como se isso não bastasse, sua filha conta que, durante toda a vida, foi ameaçada ‘pelos capangas de seu pai’ a não contar nada sobre o abuso. Aliás, não só ela, mas diversas outras vítimas. Ele usava argumentos como “eu sei onde sua família mora. Vou matar um a um”, e coisas do gênero.

Aí vai um dos depoimentos, dado pela coreógrafa Zahira Lieneke Mous. É só clicar aqui. Em um momento do vídeo, seu relato me tocou bastante. Ela desabafa:

“Você está sendo manipulada a acreditar (…) Isso está tão longe de ser uma cura. (…) Você é arrastada pra dentro disso. Não sei quanto tempo passou, ele me puxou para o banheiro de novo. (…) Ele me penetrou por trás, não consigo nem descrever.”

A defesa de João de Deus

Continue lendo aqui: Da série “por que precisamos do Feminismo”: caso João de Deus

Texto escrito por Mariah Rocha e publicado no Superela

Autor: Superela

O Superela é uma plataforma comprometida em aumentar a autoestima das mulheres. Nós empoderamos elas através de conteúdo sobre amor, sexo, vida beleza e estilo, e uma comunidade de suporte emocional para elas, altamente engajada e do bem. <3

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Superela da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

1 / 8
1
03:46
‘Pretendo beneficiar um filho meu, sim’ diz Bolsonaro sobre embaixada
Em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a nomeação de seu filho, …
2
03:15
Num ato de coragem, MBL pede desculpas publicamente
O jornalista Gilberto Dimenstein e a Catraca Livre já foram diversas vezes vítimas das milícias digitais do MBL com as …
3
03:04
O real motivo do ataque de Bolsonaro ao filme de Bruna Surfistinha
Jair Bolsonaro decidiu atacar o filme realizado por Deborah Secco sobre a ex-prostituta Bruna Surfistinha. Motivo oficial: o filme, usando …
4
02:13
Entenda os desdobramentos do caso Tabata Amaral no PDT
O PDT suspendeu a deputada federal Tabata Amaral e outros sete parlamentares que votaram a favor da reforma da Previdência, …
5
02:03
Incêndio em estúdio de animação em Japão deixa dezenas de mortos
Dezenas de pessoas morreram durante um incêndio criminoso que tomou conta do estúdio de animação da Kyoto Animation, na cidade …
6
02:19
Barragem abandonada corre risco de rompimento no interior de SP
Uma matéria publicada pelo G1 alerta para o risco de rompimento da barragem de água em Iaras, no interior de …
7
02:30
O que significa a gargalhada de Caetano Veloso?
Um vídeo do cantor Caetano Veloso gargalhando está viralizando nas redes sociais. O motivo da piada é a entrevista que …
8
01:51
Site ‘Não me Perturbe’ permite bloquear ligações de telemarketing
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) lançou o Não me Perturbe, site que permite bloquear ligações de telemarketing. O sistema …