Últimas notícias:

Loading...

Celebridades repudiam vídeo machista de brasileiros na Copa

Através das redes sociais, várias famosas se disseram envergonhadas

Por: Redação
bruna linzmeyer - fernanda lima criticam vídeo machista
Diversos famosos criticaram o vídeo machista gravado por brasileiros na Rússia

Após a repercussão do vídeo machista gravado por brasileiros assediando uma mulher durante estadia na Rússia para assistir a Copa do Mundo, diversas celebridades se manifestaram repudiando as imagens que viralizaram nas redes sociais.

Através de seu perfil no Instagram, a atriz Bruna Linzmeyer compartilhou a gravação e desprezou a atitude de seus compatriotas.

“Não é engraçado. É machismo. Misoginia. E vergonha. Muita vergonha”, afirmou a artista. A postagem de Linzmeyer foi compartilhada por outras personalidades como Débora Nascimento e Nathalia Dill.

“Bola fora na Copa, pelo visto, não acontece só em campo. Vergonha! Eu desativei o som do vídeo propositalmente, não por moralismo, mas por vergonha alheia desses machos aí. Não passarão [detalhe que um dos caras é candidato a deputado estadual de Pernambuco, pelo PSB e viajou pra Rússia com dinheiro público. Mais um CIDADÃO DE BEM!], afirmou Maira Charken.

“Brincadeira de mau gosto de brasileiros na Rússia com uma mulher que sequer sabia o que estava repetindo. Não é engraçado. É machismo”, escreveu a apresentadora Fernanda Lima.

“Nojo. Vergonha. Revolta. Me recuso a postar o vídeo aqui. Me recuso a divulgar cenas que propaguem o ódio, desrespeito, humilhação. Mas eu não conseguiria não falar sobre este vídeo horrendo. Constrangida por ver meu país sendo representado mundo afora por este tipo de gente. Indignada ao ver mais uma mulher sendo tratada com tamanho escárnio e desrespeito… que nojo… que nojo”, pontuou a atriz Monica Iozzi.

https://www.instagram.com/p/BkLt5fXBjsL/?taken-by=luisaarraes

DENUNCIE

O assédio contra mulheres envolve uma série de condutas ofensivas à dignidade sexual que desrespeitam sua liberdade e integridade física, moral ou psicológica. Lembre-se: onde não há consentimento, há assédio! Não importa qual roupa você esteja vestindo, de que modo você está dançando ou quantas e quais pessoas você decidiu beijar (ou não beijar): nenhuma dessas circunstâncias autoriza ou justifica o assédio.

Abaixo, saiba o que fazer e como denunciar caso você seja vítima de assédio ou estupro.