Últimas notícias:

Loading...

Chamado de herói por Bolsonaro, ex-PM tinha contas pagas por milícia

Ex-capitão do Bope era considerado peça-chave no esquema de rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro

Por: Redação

Chamado de herói pelo presidente Jair Bolsonaro, o ex-policial militar Adriano da Nóbrega, morto em fevereiro em confronto com a polícia no interior da Bahia, tinha suas contas pessoais –e de seus familiares– pagas por uma milícia carioca.

A revelação consta em documentos apreendidos pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. As informações são da Folha.

Crédito: Reprodução/TV GloboImagens revelam que Adriano Magalhães de Nóbrega foi morto com tiros disparados a curta distância

O material foi apreendido em janeiro durante a operação no escritório de um homem apontado como responsável pelas finanças da milícia que atua em Rio das Pedras, na zona oeste do Rio.

De acordo com a reportagem da Folha, entre os documentos apreendidos estão faturas de cartão de crédito, boletos de contas de energia e recibos em nome do ex-PM e sua mulher, Julia Lotuffo.

Ex-capitão do Bope, Adriano Nóbrega foi homenageado em 2005 pelo senador Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Até 2018, dois familiares do miliciano integravam o quadro de funcionários do antigo gabinete de Flávio.

Adriano considerado peça-chave no esquema de rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro, quando era deputado estadual no Rio de Janeiro.

Compartilhe:

Tags: #bolsonaro