CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Chico Pinheiro é alvo de ataques homofóbicos por beijo em amigo

Apresentador da Globo rebateu as ofensas nas redes sociais

Por: Redação
Chico Pinheiro é alvo de ataques homofóbicos por beijo em amigo
Crédito: Reprodução/InstagramChico Pinheiro postou foto de selinho em amigo e foi criticado

Chico Pinheiro foi alvo de ataques de homofobia, nesta sexta-feira, 6, após publicar uma foto em que aparece dando um selinho em um amigo, para celebrar o Dia do Beijo.

“É hoje o Dia Internacional do Beijo. Viva e deixe viver”, escreveu na legenda.

Apesar dos ataques, o apresentador do “Bom Dia Brasil”, da TV Globo, não deixou barato e rebateu todas as críticas por meio de seu Twitter, e ainda mandou um recado contra a homofobia.

“Toma vergonha nessa sua cara porca, Chico. Com esse beijo baitola você decepciona uma torcida inteira. Fica ativo, rapaz”, disse um seguidor. “Como você se mostra pobre de mente e preconceituoso, Gustavo. Estamos no século 21. Beijar um amigo te apavora? Você treme e não sabe o que fazer, menino? Procure tratamento psicológico. Pode te fazer mais seguro, mais maduro, mais feliz”, disparou o jornalista.

“Tomar no c* desse Chico Pinheiro, só tem feito merdas ultimamente”, escreveu outro crítico. “Aqui em casa a gente toma no copo e nas taças. Agradeço, mas dispenso a sugestão de seu costume caseiro. Quanto a fazer merda, é saudável e bom que façamos regularmente. É o que dizem os médicos”, retrucou o veterano em tom de ironia.

Já outro fez piada com a situação: “É isso aí, Chico, vamos todos sair do armário”. Pinheiro, então, respondeu sem perder o bom humor: “Eu, hein? Nunca me escondi lá”.

O Brasil é um país em que a cada 19 horas uma pessoa LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, trans e travestis) morre e que mais mata travestis e trans em todo o mundo. Um relatório do Grupo Gay da Bahia (GGB), entidade que levanta dados sobre assassinatos da população LGBT no Brasil há 38 anos, registrou 445 homicídios desse tipo em 2017. O número aumentou 30% em relação ao ano anterior, que teve 343 casos.

As vítimas são, em maioria, homens gays negros e pardos, entre 18 e 30 anos.

Compartilhe:

1
Morre Gilberto Dimenstein, jornalista e fundador da Catraca Livre
É com profunda tristeza que a Catraca Livre anuncia o falecimento de seu fundador, Gilberto Dimenstein, aos 63 anos de …
2
Entenda a operação da Polícia Federal de combate às fake news
O combate às fake news ganhou um novo e importante capítulo nesta semana com a Polícia Federal realizando uma série …
3
Witzel é alvo da PF; Zambelli antecipa operação em entrevista
A Polícia Federal iniciou nesta terça-feira, 26, a Operação Placebo, que apura desvios na Saúde do Rio de Janeiro nas …
4
‘Na Fila do SUS’ retrata o sucateamento da saúde pública em plena pandemia
 'Na Fila do SUS' é uma websérie em formato original com seis episódios que estreia disponível exclusivamente, na plataforma online …
5
Governo libera uso da cloroquina para pacientes em estado leve da covid-19; classe médica discorda
Após pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde cedeu e ampliou o  protocolo para uso da cloroquina e …
6
Felipe Neto no Roda Vida: confira os principais momentos do programa
Convidado do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 18, o youtuber Felipe Neto afirmou que faz um …
7
Flávio Bolsonaro rebate acusação feita por Paulo Marinho sobre o caso Queiroz
O senador Flávio Bolsonaro rebateu a acusação feita pelo empresário Paulo Marinho em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo …
8
Entenda os motivos do pedido de demissão do ministro da Saúde, Nelson Teich
Antes mesmo de completar um mês à frente do Ministério da Saúde, o ministro Nelson Teich pediu demissão do cargo …