Comissão na Câmara aprova texto da reforma da Previdência

Por: Redação | Comunicar erro
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Crédito: Marcelo Camargo/Agência BrasilO relator, deputado Arthur Maia, durante sessão da comissão especial da Reforma da Previdência na Câmara

Foi aprovado nesta noite de quarta-feira, 3, o texto da reforma da Previdência. A comissão que analisa a proposta na Câmara aprovou o texto do relator Arthur Maia (PPS-BA) por 23 votos a favor e 14 contra.

Agora, o texto da PEC 287/2016 que altera as regras da Previdência segue para votação no plenário da casa. Para ser sancionado pelo presidente Michel Temer, a proposta deve ser aprovada pela Câmara em dois turnos, com pelo menos 308 votos a favor em cada votação, o equivalente a três quintos dos deputados.

Apesar da aprovação na comissão, o próprio governo reconhece que não tem, no momento, os votos suficientes para aprovar a reforma no plenário da Câmara, e decidiu deixar para votá-la apenas depois de o Senado aprovar a reforma trabalhista.

Na última sexta-feira, 28, milhares de brasileiros saíram às ruas durante o dia de greve geral contra as reformas previdenciária e trabalhista. Em pesquisa Datafolha publicada na segunda-feira, 1, 71% dos entrevistados disseram ser contra a reforma da Previdência.

  • Principais pontos da reforma da Previdência:
  • Idade mínima para se aposentar: 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres)
  • Tempo mínimo de contribuição: 25 anos 40 anos de trabalho para chegar a 100% do valor
  • Trabalhadores de empresas privadas, servidores públicos e políticos terão mesmas regras. Militares ficam de fora
  • Não há idade mínima para entrar na regra de transição, mas ela não deve valer a pena para todos os trabalhadores
  • Trabalhadores rurais, professores e policiais podem se aposentar antes dos demais
  • Pensão por morte pode ser acumulada com aposentadoria
  • Nada muda para quem já tem tempo para se aposentar pelas regras atuais
  • Leia mais:

Compartilhe:

1 / 8
1
02:20
Novas regras para o uso de patinetes elétricas em SP
A prefeitura de São Paulo definiu novas regras para o uso de patinetes elétricas compartilhadas na cidade. Entre as  determinações …
2
08:30
Intercept: os principais pontos do depoimento de Moro no Senado
O ministro da Justiça, Sergio Moro, prestou esclarecimentos em audiência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça do Senado) sobre …
3
04:04
E se Carlos Bolsonaro fosse gay?
O ex-deputado Jean Wyllys fez uma série de posts em sua rede social apontando que Carlos Bolsonaro, o filho 02 …
4
03:02
Empresas usaram disparos no WhatsApp durante eleição de Bolsonaro
Uma reportagem publicada pela Folha de S. Paulo mostra que empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para …
5
01:49
Senado diz não e derruba o decreto de armas de Bolsonaro
O Senado votou na terça-feira, 18, o parecer que pede pela suspensão dos decretos que flexibilizam o porte e a …
6
03:54
Bancada do PSL passa vergonha ao convocar e desconvocar Glen Greenwald
O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) apresentou na quarta-feira, dia 12, um requerimento na Comissão de Segurança Pública da Câmara …
7
03:48
O melhor jornal do mundo faz a pior reportagem para Bolsonaro
Essa é a pior reportagem já publicada num jornal estrangeiro contra Jair Bolsonaro. Por dois motivos: saiu no mais importante …
8
03:47
A estranha conexão entre o caso Najila Trindade e Sérgio Moro
O jornalista Gilberto Dimenstein publicou em sua coluna no site Catraca Livre um texto em que conecta dois casos de …