Confira os blocos que apoiam a campanha #CarnavalSemAssédio

46 agremiações já disseram "sim" ao movimento que luta pelo respeito à mulher e contra a violência

Por: Redação

Falar de iniciativas contra o assédio no Carnaval é falar, obrigatoriamente, dos blocos _ e da participação deles no combate ao problema. Pois temos boas notícias: no ano passado, 49 agremiações apoiaram a campanha #CarnavalSemAssédio e divulgaram ações, além de levar o tema para os desfiles. Em 2018, 46 blocos já disseram “sim” ao movimento.

Campanha luta contra o assédio do Carnaval

A campanha está em seu terceiro ano e é promovida pelo Catraca Livre,  em parceria com os coletivos Nós, Mulheres da Periferia, Vamos Juntas? e Não é Não, ONU Mulheres, ONG Plan International, prefeituras de São Paulo e Salvador, redes Minha Sampa e Meu Recife, além dos blocos Mulheres Rodadas e Maria Vem com as Outras.

Além de divulgarem a hashtag e de citarem a campanha em seus microfones, os blocos serão a sede da campanha nos dias de folia. Vamos distribuir, em São Paulo, Salvador, Rio e Recife, 16 mil adesivos com frases como “Não é não” e “Sambando na cara do machismo”, que serão entregues por voluntárias a mulheres que estejam brincando no Carnaval de rua dessas cidades.

  • Confira quem já está com a gente:

Acadêmicos do Baixo Augusta

Acadêmicos do Ipanema

Banda das Cachorras

Banda do Fuxico

Banda do Trem Elétrico

Bangalafumenga

Bastardo

Bloquinho

Cacique Jaraguá

Carnamauri

Casa Comigo

Charanga do França

Chega Mais

Confraria do Pasmado

Da Batata

Da Salete

Desliga e Vem

Diversidade

Do Pedal

Domingo Ela Não Vai

Eugênio – Caça & Caçador

Filhos de Gil

FrancisKryshna

Gambiarra + Tiago Abravanel

Groove na Cabeça

Ilú Obá De Min

Itaquerendo Folia

Jegue Elétrico

Lua Vai

Maria Vem Com As Outras

Mulheres Rodadas

Nega Fulô Palhaço Bebum

Os Capoeira

Os Madalena

Os Piores

Perdidos no Paraíso

Pesca Kinada

Pimentas em transe

Quizomba

Rindo à toa

Santa Farra

Sargento Pimenta

Se te pego, não te largo

Tatuapé

Te Amo Mas Só Como Amigo

Toca um samba aí

Volta Amélia

Aos demais blocos, é muito fácil participar do #CarnavalSemAssédio! Confira detalhes aqui ou mande um e-mail para cidadania@catracalivre.com.br.

1
Bolsonaro deixa o PSL para fundar um novo partido político
O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira, 12, que vai deixar o Partido Social Liberal (PSL) após quase dois anos …
2
Entenda a crise política na Bolívia em 8 minutos
Após 13 anos no poder, o presidente boliviano Evo Morales renunciou ao cargo no último domingo, 10, em meio a …
3
DPVAT e INSS: os impactos das medidas de Bolsonaro para a população
O presidente Jair Bolsonaro assinou duas medidas provisórias (MPs) que prometem mudar a vida dos brasileiros. O anúncio foi feito …
4
O retrato da violência doméstica no Brasil
Cerca de 13 mulheres são assassinadas todos os dias no Brasil.  Em uma conta rápida, isso significa 4.750 mortes por …
5
O ambicioso plano de Paulo Guedes para a economia do Brasil
“Transformar o Estado Brasileiro” é o que pretende o ministro da Economia, Paulo Guedes, com o pacote de ações que …
6
O que acontecerá com Lula e outros presos após a decisão do STF?
Por 6 votos a 5, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu mudar o entendimento sobre a prisão de condenados em …
7
03:52
No Brasil, 13,5 milhões de pessoas vivem na pobreza extrema
Dados da última edição da Síntese de Indicadores Sociais do IBGE, que analisa a qualidade de vida da população, mostra …
8
03:58
Por que o câncer do prefeito de SP está cada vez mais comum ?
Diagnosticado com um tumor no sistema digestivo, aos 39 anos, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), apresenta um …