Últimas notícias:

Loading...

Conheça padres, pastores e freiras que desafiam o status quo

Conheça o trabalho destes controversos padres e pastores e suas causas polêmicas

Por: Tuka Pereira
Ouça este conteúdo

Em tempos de intolerância, fanatismo e injustiças escancaradas, usar a religião como instrumento de defesa dos mais vulneráveis incrivelmente parece chocar e incomodar a muitos. No entanto, isso não impede que uma gama de líderes religiosos – padres, freiras e pastores – apoie e debata causas consideradas tabus dentro de suas divisões no cristianismo.

Os chamados religiosos progressistas não apenas possuem como missão fundamental o acolhimento e a luta para combater injustiças sociais junto aos mais necessitados, como ainda levantam e defendem pautas que os conectam diretamente à realidade atual. Estão entre os temas: a homossexualidade, a legalização do aborto e a descriminalização das drogas.

Além disso, eles também não titubeiam em questionar e fazer críticas a conceitos ultrapassados que seguem sendo disseminados em suas doutrinas e a se opor politicamente a propostas conservadoras que anulam conquistas e a visibilidade de movimentos de minorias formadas especialmente de pretos, mulheres e LGBTs.

Os padres Julio Lancellotti e Beto Daniel, a freira Ivone Gebara e os pastores Hermes Fernandes, Mike Vieira, Odja Barros e Marcos Gladstone são alguns desses religiosos e todos conversaram com a Catraca Livre.

Conheça o trabalho realizado por eles:

Julio Lancellotti: Padre defensor da população marginalizada das ruas de São Paulo

Padre Julio Lancellotti
Padre Julio Lancellotti é uma referência nacional na defesa dos direitos humanos

Com 71 anos e 35 de sacerdócio, o padre Julio Lancellotti é uma referência nacional na defesa dos direitos humanos, atuando, ao longo de sua vida, junto a imigrantes sem teto, refugiados, população LGBTQI+, menores infratores, detentos em liberdade assistida e portadores de HIV. Nos últimos anos, no entanto, ganhou destaque sua dedicação para o acolhimento da população marginalizada que vive nas ruas da capital paulista.

Leia a matéria completa sobre padre Julio Lancellotti

Pastora Odja Barros: a teóloga que se dedica à releitura bíblica para desconstruir discursos machistas no cristianismo  

Pastora Odja Barros
Crédito: Arquivo pessoalA teóloga Odja Barros realiza uma releitura bíblica a partir de uma perspectiva feminista

Ao longo da história, interpretações machistas dos textos bíblicos foram usados para dar às mulheres uma posição social inferior as classificando como coadjuvantes, submissas ou pecadoras. Por conta disso, é importante ressaltar o papel da religião não apenas na propagação da ideia de subalternidade, mas também sua responsabilidade na perpetuação de papeis sociais de sexo, na objetificação e na violência contra a mulher.

Leia matéria completa sobre a pastora Odja Barros

Beto Daniel: O padre Excomungado pela Igreja Católica por defender homossexuais

Padre Beto Daniel
Crédito: Arquivo pessoalPadre Beto Daniel foi excomungado pela Igreja Católica em 2013

Roberto Francisco Daniel, conhecido como “Padre Beto”, foi excomungado pela Igreja Católica em processo realizado pela Diocese de Bauru (SP) em 2013. Na ocasião, o padre fez declarações sobre temas considerados polêmicos pela instituição como união entre pessoas do mesmo sexo, divórcio e a necessidade de mudanças na estrutura da Igreja Católica.

Leia matéria completa sobre o padre Beto Daniel

Ivone Gebara: a freira feminista processada e condenada pelo Vaticano por defender o aborto

Freira Ivone Gebara
Crédito: Débora Guaraná/SOS CorpoA freira feminista Ivone Gebara tem mais de 30 livros publicados

Ivone Gebara nasceu em 1944 na cidade de São Paulo e é a segunda filha de três da união entre imigrantes da Síria e do Líbano que se conheceram no Brasil. Ingressou à Congregação das Irmãs de Nossa Senhora-Cônegas de Santo Agostinho – em 1967, quando tinha apenas vinte e dois anos. Com mais de 30 livros publicados, entre eles Mulheres, Religião e Poder (2017) e Teologia Ecofeminista: ensaio para repensar o conhecimento e a religião (1997), ela é doutora em Filosofia pela Universidade Católica de São Paulo e doutora em Ciências Religiosas pela Universidade Católica de Lovânia na Bélgica.

Leia matéria completa sobre a freira Ivone Gebara

Hermes Fernandes: pastor crítico de religiosos fundamentalistas 

Pastor Hermes Fernandes
Crédito: ReproduçãoAo longo de mais de 30 anos de ministério, pastor Hermes diz que seu maior desafio é não se deixar corromper pelo poder

Em 2018, diante da iminência de um país que elegeria Jair Messias Bolsonaro como próximo presidente, e inconformado com o grande apoio de igrejas evangélicas ao político, pastor Hermes Fernandes escreveu uma carta aberta. No texto, ele questionou o que estaria por trás do discurso ultraconservador do então candidato e responsabilizou os pastores bolsonaristas: “O sangue de toda uma geração poderá cair em nossas mãos”, escreveu.

Leia matéria completa sobre o pastor Hermes Fernandes

Mike Rodrigo Vieira: o pastor metaleiro e skatista que conscientiza jovens sobre política e justiça social

Pastor Mike Vieira
Crédito: Gui PeracetaAos 38 anos, casado e pai de um menino de três, o líder religioso curitibano defende causas sociais consideradas controversas pela igreja

O pastor Mike Rodrigues, da comunidade Congrega Church de Curitiba, cresceu dentro da igreja. Com pais pastores, quando mais novo (hoje tem 38 anos) rodou toda América Latina com sua banda de Metal para levar as palavras do Evangelho às pessoas. Em uma de suas andanças conheceu uma organização cristã Internacional (Steiger Missions School) e passou a se dedicar ainda mais à religião, sempre defendendo causas progressistas.

Leia a matéria completa sobre o pastor Mike Vieira

Marcos Gladstone, o pastor que combate a intolerância através da fé

Pastor Marcos Gladstone
Crédito: Arquivo pessoalPastor Marcos chegou a acreditar que a igreja o recuperaria da atração que sentia por homens

Em 2006, quando o pastor Marcos Gladstone fundou a Igreja Cristã Contemporânea (ICC) na cidade do Rio de Janeiro, ele tinha um objetivo bastante claro: ter um espaço de aceitação para qualquer pessoa exercer sua fé, não importando a sua orientação sexual ou identidade de gênero. Desde então, a igreja inclusiva já tem 13 sedes em quatro estados diferentes.

Leia matéria completa sobre o pastor Marcos Gladstone

Compartilhe: