Coronel preso por estupro tinha lista com nome de crianças

Por: Redação

O coronel reformado da PM Pedro Chavarry Duarte, de 63 anos, preso no domingo, 11, por estupro de vulnerável, tinha uma lista com nome de crianças. As informações são do jornal Extra.

“Ele perguntava quantas crianças tinha na comunidade e qual o tamanho de fralda que elas precisavam. Tinha uma lista com os nomes de todas as crianças. Só na (favela) Uga-Uga eram umas dez. Tinha outras favelas em Bonsucesso que ele também ajudava”, disse Izabela Pimenta dos Santos, irmã de Thuanne, acusada de ter deixado a criança de 2 anos com o militar reformado.

De acordo com a testemunha, Chavarry é conhecido há pelo menos 20 anos pelos moradores da comunidade onde mora a criança que foi flagrada no carro com ele e ia até o local pelo menos uma vez por mês.

Assim como Thuanne, Izabela fazia serviços de limpeza para o coronel. Segundo ela, enquanto as mães trabalhavam ele buscava as crianças e dizia que as deixaria com uma babá.

Ela disse ainda que toda a comunidade confiava em Chavarry e que ninguém nunca desconfiou de nada.

Pedro Chavarry está preso no Batalhão Especial Prisional, na Região Metropolitana do Rio.

Nesta terça-feira, 13, a polícia apreendeu o celular de Thuanne. De acordo com a delegada Cristiana Bento, titular da delegacia que investiga o caso, havia entre as mensagens uma conversa entre ela e Chavarry em que ele dizia que gostaria de ver uma criança de 2 anos.

Leia mais informações no jornal Extra.

Coronel da PM é preso acusado de estuprar menina de 2 anos

Compartilhe: