Cubano cria horta para estimular índios a usar plantas medicinais

Por: Redação

 O cubano Javier Isbell Lopez Salazar não acreditou ao ver que os índios da aldeia Kumenê, no Oiapoque, extremo norte do Amapá, estavam usando antibióticos de maneira excessiva e inadequada.

Primeiro médico fixo a atender a aldeia, desde 2014 Salazar orienta a população composta por indígenas Palikur.
Os moradores passaram a consumir os remédios depois que missionários, na década de 1960, “alertaram” na aldeia que o uso das plantas e chás seria uma espécie de “feitiçaria”.

maismedicos_plantasmedicinais
Salazar decidiu criar uma horta com plantas medicinais
 Para reverter esse cenário, o médico cubano passou a criar hortas com plantas e ervas medicinais que existiam na própria aldeia para que resgatar a tradição na comunidade e estimular o tratamento de doenças como gripes e doenças diarreicas.
Com informações do Ciclo Vivo.

Compartilhe: