CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Curso gratuito em SP prepara transexuais e travestis para o Enem

Por: Redação

Um grupo de travestis e transexuais se encontra no centro de São Paulo semanalmente para estudar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que ocorre nos próximos dias 24 e 25 de outubro. O curso preparatório gratuito é uma iniciativa voluntária do ‘Coletivo Transformação‘, que busca oferecer um espaço em que o público se sinta acolhido, sem medo de sofrer qualquer tipo de preconceito.

O ‘Cursinho Popular Transformação‘ acontece no Centro de Referência e Defesa da Diversidade, local cedido pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS). As aulas ocorrem às quintas-feiras e, atualmente, tem de 15 a 20 alunos que desejam se preparar para o Enem e outras provas.

Divulgação/Cursinho Popular Transformação
A primeira turma do cursinho teve início em agosto deste ano

A primeira turma teve início em agosto deste ano, com maior parte do público composta por jovens, entre 18 e 22 anos, mas também há alunos de outras faixas etárias. A ideia das aulas é fazer um resumo dos principais conteúdos, com foco na interpretação de texto, o que é essencial no Enem.

Nos encontros, os professores abordam disciplinas específicas, mas também estruturam as aulas de acordo com as demandas dos estudantes. Para tornar o ambiente confortável, parte dos professores é trans.

Divulgação/Cursinho Popular Transformação
O curso prepara travestis e transexuais para a prova do Enem

As classes desta turma vão até a primeira semana de dezembro. No próximo ano, o coletivo quer iniciar as aulas em fevereiro e aumentar a carga horária semanal. O projeto busca ajuda financeira para expandir o número de aulas e alunos.

A adoção do nome social para transexuais e travestis começou no exame passado do Enem. O número de pessoas que pediram para usá-lo quase triplicou: de 102 solicitações em 2014 para 278 nesta edição. Em provas anteriores, houve queixas de preconceito contra candidatos travestis ou transexuais.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.