CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Datafolha afirma: 60% dos paulistanos temem a Polícia Militar

Resultado é o pior apresentado desde 1997, quando violência policial em Diadema ganhou visibilidade nacional

Por: Redação

São Paulo, maior cidade do Hemisfério Sul e uma das principais metrópoles do mundo, enfrenta, entre variados problemas, a chaga da violência endêmica que atinge a quase todos seus aproximados 20 milhões de moradores. Contaminada pela criminalidade que vai de altos índices de assaltos e furtos a sequestros relâmpagos, a cidade trava, assim, uma cruzada que resulta em um número de mortes análogo à qualquer guerra civil mundo afora.

Neste cenário pré-apocalíptico destaca-se o trabalho de suas polícias, civil e militar – esta que, em um intervalo de cinco anos, responde por mais  mortes que todas as polícias dos EUA juntas.  Envolvida ainda em dezenas de casos de assassinatos em série, grupos de extermínio e demais estripulias homicidas, suas ações se refletem nos números da pesquisa apresentada pelo datafolha na edição desta sexta-feira, 6 de novembro,do  jornal Folha de S. Paulo, com a emblemática informação: “60 % dos paulistanos têm medo da PM”.

O levantamento ouviu 1092 pessoas, nos dias 28 e 29 de outubro, para chegar à conclusão de que a população mais teme do que confia nas duas corporações, que tem como um de seus lemas, “servir e proteger”.

Tal resultado mostra que a reputação das polícias caiu se comparada a 2014, que à época encontrava uma população dividida entre “medo” x “confiança”. É o pior resultado desde 1997, quando o Brasil teve notícias do caso Favela Naval, que expunha em rede nacional imagens de policiais militares espancando, extorquindo e assassinando moradores dali. Naquele ano, a desaprovação chegou a 74%.

Reprodução
Na maior cidade da América do Sul, o número de pessoas mortas em confrontos com policiais bateu recorde: a maior média dos últimos dez anos em um total de 358 assassinatos no período de seis meses; 128% a mais que as 157 vítimas registradas no mesmo período de 2013

 “Vai chamar o Batman?”

A pesquisa levantou também que entre a PM e o ladrão, parte dos entrevistados sente-se mais ameaçada pelos: militares. No total, 21% dos ouvidos pelo Datafolha afirmaram sentir mais medo da polícia, enquanto outros 27%  relatam temer, tanto um como outro, da mesma forma.

Polícia Civil

Se a militar aparenta medo, a civil não fica atrás. Como apontaram os números, mais da metade dos participantes também demonstrou receio quanto ao trabalho desempenhado pelos policiais desfardados. Com 55% registra a pior avaliação dos últimos anos.

Resultado final: salve-se quem puder

Com resultado final, a pesquisa dá conta do cenário de desconfiança e temor, quase típico, da cidade – que atinge  a paulistanos de diferentes sexualidade, moradia ou condição financeira. A mesma pesquisa, entretanto, destaca que para a população mais antiga aumenta a confiança nos paladinos da lei.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.