Datena é condenado a pagar R$60 mil a homem acusado de estupro

Após discurso do apresentador citado pela Justiça como “sensacionalista”, o homem foi inocentado

Por: Redação

José Luiz Datena e o Grupo Bandeirantes foram condenados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) a uma indenização de R$ 60 mil por danos morais a um homem que foi acusado de estupro pelo apresentador, ao vivo.

Acontece que, após investigação, a polícia concluiu que o tal homem era inocente. A decisão saiu no dia 14 de maio, mas ainda cabe recurso, de acordo com o “Uol”.

Datena no programa
Crédito: Divulgação/TV BandeirantesDatena se envolveu em mais uma polêmica

Na ocasião, Marco Aurélio de Paula teve sua foto e nome completo divulgados no programa “Brasil Urgente”, “atribuindo-lhe culpa pelo crime de estupro”. Foi aberto um inquérito policial contra o suspeito, mas ele foi inocentado.

No processo, o relator – ministro Luís Felipe Salomão – alegou que Datena abusou do direito de expressão usando uma “narrativa sensacionalista”.

“À época, ele não passava de mero acusado sendo, ao final da investigação, absolvido. É evidente que a reportagem transbordou os limites do exercício regular do direito de imprensa”, dizia um trecho da decisão.

Ainda de acordo com a publicação, tanto a Band quanto Datena não quiseram comentar a decisão.

Compartilhe: