Denúncias de violência contra a mulher aumentam após campanhas feministas

As informações sobre as denúncias foram divulgadas nesta segunda-feira (30) pela Central de Atendimento à Mulher

Por: Redação | Comunicar erro

Nos últimos meses, campanhas que expõem o machismo e lutam pelos direitos das mulheres têm ganhado força nas redes sociais. Após hashtags como #PrimeiroAssédio e #MeuAmigoSecreto, o número de denúncias de violência contra a mulher no 180, o disque-denúncia, chegou a 63 mil, 40% a mais do que no ano passado, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (30) pela Central de Atendimento à Mulher.

As ações na internet, lançadas por internautas ou coletivos feministas, tiveram como objetivo estimular as mulheres a relatarem episódios de opressão. Mas a importância desses movimentos não se limitou ao ambiente virtual. Os números mostram que houve uma conscientização sobre a necessidade de denunciar esses casos.

O número de denúncias aumentou 40% em relação ao ano passado

A repercussão das campanhas foi bastante significativa. Milhares de jovens escreveram nas redes sociais sobre situações de assédio e violência sexual, envolvendo inclusive homens de seus convívios sociais, como amigos e familiares.

Compartilhe: