Deputada quer punição para quem a chamou de ‘gostosa’ no plenário

Por: Redação
A deputada Shéridan Oliveira foi vítima de um comentário machista durante votação no plenário

Na última quarta-feira, 2, a deputada Shéridan Oliveira (PSBD-RR) estava ausente da votação no Congresso da denúncia contra o presidente Michel Temer, mas mesmo assim acabou chamando a atenção e sendo vítima de machismo.

Quando seu nome foi chamado ao microfone, na votação nominal do Congresso, um grito masculino com o comentário bastante machista ecoou pelo plenário: a deputada foi chamada de “gostosa”.

Em entrevista ao jornal “O Globo“, Shéridan contou que quer o responsável pelo comentário punido pelo Conselho de Ética da Casa. Ela disse ainda que é preciso apurar de quem partiu o comentário machista e que, infelizmente, precisa lidar com esse tipo de comentário no Congresso.

“Não tem como deixar passar e só oficiar a Casa através da mesa (diretora) sobre o que houve. Vão ter que apurar, até porque nem sabem quem foi deles que fez a graça. Não é regra, mas as exceções se destacam, infelizmente temos que lidar, porém, não podemos calar”, explicou ao “O Globo“.

Shéridan também contou que soube do ocorrido por sua filha de 17 anos, que assistia à transmissão da votação. Segundo a deputada, vários parlamentares ligaram para ela se dizendo “envergonhados” pelo comentário. “Recebi o telefonema de muitos colegas, que visivelmente envergonhados, constrangidos, prestaram solidariedade”.

  • Leia mais:

Compartilhe: