Deputado do partido de Bolsonaro relativiza escravidão e é vaiado

Descendente da família real brasileira, Orleans e Bragança afirmou que a escravidão "faz parte do aspecto do ser humano"

Por: Redação

Em um dos discursos mais absurdos da história política recente, o deputado federal Luiz Philippe Orleans e Bragança, do PSL (partido do presidente Jair Bolsonaro), tentou relativizar a escravidão.

Nesta terça-feira, 14, o plenário da Câmara dos Deputados foi palco para uma sessão solene em homenagem aos 131 anos da Lei Áurea, que pôs fim à escravidão no Brasil, em 1888.

No discurso (estúpido), Orleans e Bragança afirmou que a “escravidão é tão antiga quanto a humanidade” e, por esse motivo, “é quase um aspecto da natureza humana”.

orleans e bragança e bolsonaro
Crédito: Reprodução/Instagram/@lpbragancabrDeputado Orleans e Bragança, descendente da família real, relativiza escravidão

A argumentação de Orleans e Bragança, que é conhecido como “Príncipe”, por ser descendente da família real brasileira, levou em conta os registros de escravidão em vários momentos da história, incluindo os povos indígenas e tribos africanas. “Independente de raça, sim, mas entre si. Faz parte do aspecto do ser humano”, afirmou.

SAIBA COMO AGIR EM CASO DE RACISMO

O deputado foi interrompido algumas vezes por vaias e gritos de força e resistência da plateia e de outros parlamentares, em defesa da população negra. “Parem de nos matar, parem de nos matar”, entoaram em coro.

Em um dado momento do ato, o povo começou a cantar o samba da Estação Primeira de Mangueira, vencedora do Carnaval deste ano no Rio de Janeiro, que falava justamente sobre racismo e negritude.

A sessão foi suspensa devido ao clima de hostilidade no plenário, e retomada após apelo da Mesa para que cessassem as manifestações.

Compartilhe:

1
Brumadinho: relatos lembram a maior tragédia socioambiental do Brasil
Há um ano, a cidade de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG) viveria um pesadelo difícil de ser esquecido. Era …
2
Denúncia contra Glenn Greenwald é um ataque à liberdade de imprensa?
Uma denúncia realizada pelo Ministério Público Federal foi vista como um ataque direto à liberdade de imprensa no Brasil. O …
3
9 pontos polêmicos que Sergio Moro se esquivou no Roda Viva
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, foi o primeiro entrevistado da nova temporada do programa Roda Viva, …
4
‘Noivado’ de Regina Duarte com Bolsonaro divide opiniões
“Nós vamos noivar, vou ficar noiva, vou lá conhecer onde eu vou habitar, com quem que eu vou conviver, quais …
5
A queda: entenda a polêmica que custou o cargo de Roberto Alvim
Após praticamente reproduzir um discurso do ministro nazista Joseph Goebbels, o ex-secretário de Cultura, Roberto Alvim, protagonizou uma polêmica que …
6
Impunidade de Victor não é caso isolado no Brasil de Bolsonaro
Victor Chavez, cantor sertanejo da extinta dupla Victor e Léo, foi condenado por agredir a esposa grávida de quatro meses …
7
Anarquia da ponte pra lá: a história do punk na periferia de SP
Autor do livro My Way, Valo Velho é história viva da cena anarcopunk de São Paulo. A Catraca Livre foi até …
8
Backer: entenda o caso das cervejas contaminadas
O Ministério da Agricultura suspendeu a venda de cervejas da marcar Backer e determinou que a empresa faça um recall …