Dono da Havan é condenado e multado por vídeo pró-Bolsonaro na eleição

O empresário Luciano Hang terá de pagar multa de R$ 2000,00 por divulgação das imagens

Por: Redação

O empresário dono das lojas Havan, Luciano Hang foi  condenado e multado por vídeo pró-Bolsonaro durante a eleição, em 2018, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), segundo informou o ministro Sergio Banhos.

havan bolsonaro eleição vídeo
Crédito: Reprodução/TwitterDono da Havan é condenado e multado por vídeo pró-Bolsonaro na eleição

Luciano Hang terá de pagar uma multa de R$ 2.000 por ter divulgado durante as eleições um vídeo de apoio ao então candidato Jair Bolsonaro (PSL) gravado no interior de uma de suas lojas.

Na decisão, o ministro considerou que a legislação eleitoral brasileira proíbe a divulgação de propaganda política em espaços aberto ao público, como lojas, centros comerciais, templos e estádios e por isso o dono da Havan foi multado.

Na campanha eleitoral do ano passado, o empresário gravou um vídeo em uma de suas lojas em São Bento do Sul (SC), no qual afirma: “Todos sabem a minha posição. Eu sou Bolsonaro! Bolsonaro! Quero uma salva de palmas”, diz o empresário a uma plateia formada por funcionários e clientes da loja. A atitude é irregular e por isso ele foi condenado.

Na sequência do vídeo, Hang ainda pede a todos que saúdem o candidato: “Bolsonaro! Bolsonaro! Bolsonaro!”. As imagens foram posteriormente divulgadas pelas redes sociais do dono da Havan.

O ministro Sérgio Banhos confirmou a decisão, após a defesa de Hang desistir do recurso contra a condenação. Com isso, a defesa concordou com o pagamento da multa de R$ 2.000 imposta ao empresário por decisão do ministro do TSE de julho deste ano.

A ação contra Hang foi apresentada ao TSE pela coligação “Para Unir o Brasil”, do então candidato Geraldo Alckmin (PSDB).

1
A queda: entenda a polêmica que custou o cargo de Roberto Alvim
Após praticamente reproduzir um discurso do ministro nazista Joseph Goebbels, o ex-secretário de Cultura, Roberto Alvim, protagonizou uma polêmica que …
2
Impunidade de Victor não é caso isolado no Brasil de Bolsonaro
Victor Chavez, cantor sertanejo da extinta dupla Victor e Léo, foi condenado por agredir a esposa grávida de quatro meses …
3
Anarquia da ponte pra lá: a história do punk na periferia de SP
Autor do livro My Way, Valo Velho é história viva da cena anarcopunk de São Paulo. A Catraca Livre foi até …
4
Backer: entenda o caso das cervejas contaminadas
O Ministério da Agricultura suspendeu a venda de cervejas da marcar Backer e determinou que a empresa faça um recall …
5
O que é liberdade de expressão?
O que é liberdade de expressão? Entenda o significado e a importância desse direito tão importante para todos nós neste …
6
Entenda o acordo nuclear que envolve EUA x Irã
Errata: ao contrário do que aparece no vídeo, o nome do especialista entrevistado é Lucas Leite e não Felipe. O …
7
Depois de ataque e perseguição, Porta dos Fundos é alvo de censura
A Justiça do Rio de Janeiro resolveu mandar retirar do ar “A Primeira Tentação de Cristo”, um Especial de Natal …
8
“Imprecionante”: ministro Weintraub comete novo erro de português
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, escorregou de novo na língua portuguesa e a internet não deixou passar. Ao agradecer um …