Doria prorroga quarentena em São Paulo para até 16 de dezembro

Com o novo cenário, o Plano São Paulo não será atualizado nesta semana

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Após a confirmação do aumento do número de casos de internação por conta da covid-19, o governador de São Paulo João Doria (PSDB) publicou no Diário Oficial desta terça-feira, 17, a prorrogação da quarentena em todo o estado para até 16 de dezembro.

O texto estabelece a suspensão de atividades não essenciais nos termos do decreto nº 64.879, publicado em março deste ano.

Nesta segunda-feira, o estado chegou a 40.576 mortes por coronavírus no total e 1.169.377 casos confirmados da doença desde o início da pandemia. O total de casos novos por semana, que estava em queda, ficou estável no estado de SP em relação à semana anterior.

doria são paulo quarentena
Crédito: Reprodução/InstagramDoria prorroga quarentena no estado de São Paulo

Com o novo cenário, o Plano São Paulo, que regulamenta os estágios da quarentena em todo o estado, não será atualizado nesta semana.

A reclassificação das regiões do estado de São Paulo no plano de reabertura da economia durante a pandemia do coronavírus estava prevista para acontecer nesta segunda-feira, 16, mas foi adiada para o dia 30 de novembro.

Segundo a gestão estadual, o motivo é o apagão de dados que gerou instabilidade do sistema Sivep-Gripe do Ministério da Saúde no dia 5 de novembro. Na ocasião, o Governo do estado de São Paulo chegou a ficar cinco dias sem atualizar os dados da Covid-19.

Plano São Paulo

O Plano São Paulo regulamenta a quarentena em todo o estado, classifica as regiões do estado em cores, determinando quais locais podem avançar nas medidas de reabertura da economia. Os critérios que baseiam a classificação das regiões, são:

Ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs);
Total de leitos por 100 mil habitantes;
Variação de novas internações, em comparação com a semana anterior;
Variação de novos casos confirmados, em comparação com a semana anterior;
Variação de novos óbitos confirmados, em comparação com a semana anterior.
Na fase verde também é considerado óbitos e casos para cada 100 mil habitantes.
Regiões que atingirem as fases 3 (Amarela) ou 4 (Verde) permanecerão nessas fases desde que tenham indicadores semanais inferiores a 40 internações por Covid-19 a cada 100 mil habitantes e 5 mortes a cada 100 mil habitantes.
Atualmente, o estado possui onze regiões estão na fase amarela e seis na verde.

Fase amarela:

Araraquara
Araçatuba
Bauru
Franca
Marília
São João da Boa Vista
São José do Rio Preto
Presidente Prudente
Ribeirão Preto
Registro
Barretos

Fase verde:

Grande SP inteira, incluindo capital
Taubaté
Campinas
Piracicaba
Sorocaba
Baixada Santista

Compartilhe: