Últimas notícias:

Loading...

Duda Salabert é a vereadora mais votada na história de BH

Com mais de 37 mil votos na capital, ela também será a primeira parlamentar transexual na Câmara de Belo Horizonte

Por: Redação
Ouça este conteúdo

No último domingo, 15, aconteceram em todos as cidades do Brasil as Eleições Municipais. Em Belo Horizonte, a candidata Duda Salabert (PDT) entrou para a história da capital e recebeu mais 37 mil votos, a tornando a vereadora mais votada de todos os tempos na cidade, além de que será a primeira mulher trans a exercer o cargo no município.

Duda Salabert é a vereadora mais votada na história de BH
Crédito: Reprodução/InstagramDuda Salabert é a vereadora mais votada na história de BH

“Eu fiquei muito honrada, porque essa votação mostra o desejo de BH de colocar a educação como pauta central para as políticas públicas”, afirmou a professora, lembrando que a metrópole caiu no ranking do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), em 2020.

De acordo com a professora, a educação será uma das prioridades de seu mandato, além da geração de empregos e pautas voltadas ao meio ambiente. “O que as pessoas de BH mostraram na urna é o desejo de trazer um debate mais qualificado no ponto de vista político, para gerar mais empregos, melhorar a questão do meio ambiente, e sobretudo melhorar a educação, já que Belo Horizonte decaiu na educação nos últimos dois anos. Eu, como professora há 20 anos, acredito que Belo Horizonte entendeu a necessidade de trazer de novo a educação no protagonismo das políticas públicas”, disse ao Estado de Minas.

Mulher trans, Duda sabe que sua expressiva eleição para a Câmara Municipal terá grande repercussão para a comunidade LGBTQI+. “Quando uma travesti avança, toda sociedade avança. Essa vitória tem essa dimensão simbólica positiva para as pessoas trans, que historicamente foram estigmatizadas. Essa vitória ressignifica as identidades trans”.

Ela ficou conhecida na cidade por conta do seu trabalho à frente da ONG Transvest, que oferece cursos educacionais para pessoas transgêneros. Em 2018, foi candidata a senadora pelo Psol e conseguiu mais de 351 mil votos.

Compartilhe: