Últimas notícias:

Loading...

Eduardo Bolsonaro diz que cratera do Metrô é culpa da contratação de mulheres

Nas redes sociais, internautas ficaram indignados com a fala misógina do parlamentar: "Qual a imagem que a filha desse sujeito terá do pai?"

Por: Redação

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) divulgou um vídeo machista em suas redes sociais em que relaciona a contratação de mulheres ao desastre da cratera da Linha 6-Laranja do Metrô de São Paulo.

A relação feita pelo filho do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), envolve uma entrevista em que Stefania Riciulli, coordenadora de comunicação da Acciona, que integra a concessionária que faz as obras da Linha 6-Laranja do Metrô, que defende a contratação de mulheres na empresa.

Crédito: Record TVEduardo Bolsonaro associa cratera do Metrô de SP à contratação de mulheres

“‘Procuro sempre contratar mulheres’, mas por qual motivo? Homem é pior engenheiro? Quando a meritocracia dá espaço para uma ideologia sem comprovação científica o resultado não costuma ser o melhor. Escolha sempre o melhor profissional, independente da sua cor, sexo, etnia e etc”, escreveu Eduardo Bolsonaro nas redes sociais.

A empresa divulgou nota de repúdio, afirmando que considera o vídeo “misógino” e “desrespeitoso”.

“A ACCIONA, como uma empresa que tem o respeito à diversidade como um dos pilares de sua política de ESG, lamenta profundamente o teor dessa videomensagem que circula em redes sociais. A empresa considera o conteúdo misógino e extremamente desrespeitoso com nossas colaboradoras”, disse a empresa.

“A ACCIONA tem programas especiais de estímulo à contratação de mulheres, inclusive na área de construção, e se orgulha dos seus profissionais. A empresa estuda as medidas judiciais cabíveis ao caso.”

O Instituto de Engenharia também divulgou nota de repúdio ao vídeo “que desmoraliza colaboradoras de empresa que atua nas obras da Linha-6 Laranja do Metrô” e o classificou como um “desserviço à sociedade”:

“O Instituto de Engenharia, entidade que há 105 anos congrega o bom exercício da profissão pelo Brasil, manifesta o total repúdio sobre o vídeo que desmoraliza mulheres que trabalham na Acciona, empresa responsável pela obra da Linha 6 do Metrô.

É inadmissível que esse tipo de mensagem seja compartilhada por qualquer pessoa. É um desserviço à sociedade, à evolução e um verdadeiro DESRESPEITO e DISCRIMINAÇÃO às profissionais envolvidas, quer engenheiras ou não.

O Instituto de Engenharia, por meio de seu Comitê para Valorização das Mulheres na Engenharia e Tecnologia, pede por respeito. Esse é o ingrediente essencial na construção de um futuro melhor em qualquer esfera da sociedade.”

Nas redes sociais, internautas ficaram indignados com a fala misógina do parlamentar:

Compartilhe:

?>