Últimas notícias:

Loading...

“Ele fez muito bem”: na TV, policial atira em suspeitos à queima roupa ao vivo

Perseguição policial que acabou em quatro tiros contra dois suspeitos foi transmitida pelos programas "Cidade Alerta" e "Brasil Urgente"

Por: Redação

Não passava das oito da noite da última terça-feira, 23 de junho, quando dois programas policiais das emissoras Record e Bandeirantes transmitiam ao vivo a ação de um policial militar, que à queima roupa, disparou quatro vezes contra dois suspeitos após perseguição pelas ruas da Zona Sul de São Paulo.

Momentos antes dos disparos, o helicóptero filmava a perseguição, inflamada pelos apresentadores José Luiz Datena e Marcelo Resende em seus respectivos estúdios, que eufóricos, bradavam contra os dois suspeitos. Em alta velocidade, um dos passageiros, na garupa, arremessou o capacete contra o policial da ROCAM, que respondeu com o primeiro – ainda em movimento.

Reprodução/Youtube
Em cinco anos, PM de São Paulo mata mais que todas as polícias dos EUA juntas: Corporação paulista matou 6% mais que polícias americanas entre 2005 e 2009

Em seguida, o condutor perde o controle do veículo e cai em uma calçada. No mesmo momento, o PM desce de sua moto, saca o revólver e descarrega quatro tiros à queima roupa contra os suspeitos.

“Ele fez muito bem”

Ensandecido diante da cena típica de um filme de ação, na Record, o apresentador Marcelo Rezende não pestanejou ao demonstrar seu contentamento com a ação. No site da revista Carta Capital, é possível ter acesso às falas transcritas:

Ao acusar o prefeito paulistano, Fernando Haddad, de “fazer mais uma besteira. Agora ele quer multar os carros da polícia militar em [alta] velocidade” pouco antes do desfecho da perseguição, o jornalista se surpreende: “Caiu, caiu, caiu! Caiu, caiu, caiu, caiu… Ai meu Deus, árvore, você vai vendo aqui”.

“O homem da Rocam já pega no revolver, não sei se ele atirou, heim… Porque parece que ele atirou. Porque, se ele atirou, é porque o bandido tava armado. E ele fez muito bem, porque, repara: ele tem que defender a vida dele”.

“Que coisa incrível isso aí! Que imagem!”

Enquanto isso, no canal 13, José Luiz Datena descrevia as cenas com requintes de uma cena de faroeste “Viatura da rota, viatura líder tentando prender bandidos em fuga, bandidos em fuga!”. “Olha que pau que ele vai! Num trânsito como esses, o cara tem que ser piloto pra caramba pra evitar uma pancada ali”.

“A polícia vem atrás, em velocidade atrás do marginais, Que coisa incrível isso aí! Que imagem! Que imagem impressionante”. Depois, segue a narração da fuga: “O cara pilota pra caramba também, não sei como não bateu essa bosta, colocando em risco os motoristas e parte da polícia que vem atrás”.

Ele segue a descrever as cenas filmadas pelo helicóptero da emissora: “A polícia chegou, e a polícia chegou! O cara tacou o capacete na polícia, acho que houve tiro ali! Teve tiro aí… Tiro do policial. Não sei se na hora que o cara caiu apontou o revólver para o policial, mas já antes, quando jogaram o capacete, já houve tiro. Acho que os dois já devem estar feridos. Não sei se na hora que o cara caiu aponto a arma pro policial…” “Não sei se os caras apontaram a arma pro policial, não vi”.

Confira as cenas da ação policial:

Compartilhe:

Tags: #Record #TV