Empresas não podem sacrificar animais usados para segurança

Presidente do Sindicato das Empresas de Segurança afirmou que os animais serão sacrificados caso a lei que proíbe o uso de cães para vigilância seja sancionada

Por: Redação | Comunicar erro

Os defensores dos animais mal tiveram tempo de comemorar a aprovação do projeto que proíbe o uso de cães por empresas de segurança privada na cidade de São Paulo, sancionado nesta terça-feira (12) pela Câmara dos Vereadores.

O presidente do Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de São Paulo (Sesvesp), João Palhuca, afirmou que os animais serão sacrificados caso o Prefeito Fernando Haddad sancione a lei.

Em entrevista ao Estadão, ele afirmou: “vamos ter que achar uma maneira de descartar esses animais”. O uso do verbo DESCARTAR já deixa bem claro a relação que as empresas têm com esses cachorros.

Segundo Rosângela Ribeiro, gerente programas veterinários da World Animal Protection, declarações como essa só mostram o quanto a lei é importante. “Isso evidencia o total descaso em relação a esses bichos, eles não têm a menor ética. Estão dizendo isso para pressionar que a medida não seja aprovada, mas a legislação não permite que as empresas sacrifiquem os animais”.

O artigo 32 da Lei 9605, que trata de crimes ambientais, afirma que não é permitido ferir, mutilar ou matar animais domésticos.

Reprodução
Cerca de 600 cães serão beneficiados pela lei, que não contempla ao animais usados pela Secretaria de Segurança Pública

“Você não pode simplesmente sacrificar um animal saudável, não faz o menor sentido. Não podemos esquecer que os cães serviram a essas empresas até agora. Eles são responsáveis por cuidar dos bichos. Se não puderem fazer isso devem encaminhar para adoção, não matar”, diz Rosângela.

Ela diz ainda que os órgãos de proteção devem ficar atentos para evitar que a lei seja usada como justificativa para a matança. “Está acontecendo agora uma feira de segurança privada que trouxe mais de 300 inovações tecnológicas. Em pleno século 21 não tem porquê usar animais para fazer guarda patrimonial”.

 

Compartilhe:

1 / 8
1
04:04
E se Carlos Bolsonaro fosse gay?
O ex-deputado Jean Wyllys fez uma série de posts em sua rede social apontando que Carlos Bolsonaro, o filho 02 …
2
03:02
Empresas usaram disparos no WhatsApp durante eleição de Bolsonaro
Uma reportagem publicada pela Folha de S. Paulo mostra que empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para …
3
01:49
Senado diz não e derruba o decreto de armas de Bolsonaro
O Senado votou na terça-feira, 18, o parecer que pede pela suspensão dos decretos que flexibilizam o porte e a …
4
03:54
Bancada do PSL passa vergonha ao convocar e desconvocar Glen Greenwald
O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) apresentou na quarta-feira, dia 12, um requerimento na Comissão de Segurança Pública da Câmara …
5
03:48
O melhor jornal do mundo faz a pior reportagem para Bolsonaro
Essa é a pior reportagem já publicada num jornal estrangeiro contra Jair Bolsonaro. Por dois motivos: saiu no mais importante …
6
03:47
A estranha conexão entre o caso Najila Trindade e Sérgio Moro
O jornalista Gilberto Dimenstein publicou em sua coluna no site Catraca Livre um texto em que conecta dois casos de …
7
03:04
Entendas os possíveis impactos do vazamento das mensagens de Moro
O site The Intercept Brasil divulgou trechos de mensagens trocadas entre o então juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça, …
8
02:00
Tire todas as dúvidas sobre a doação de sangue
O frio chegou para te lembrar sobre a importância de doar sangue. Uma simples doação pode ajudar até quatro pessoas! Durante …