CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Evento para gestantes cria ‘espaço do papai’ com ‘chopp gelado’

Por: Catraca Livre

O panfleto de divulgação de uma feira com artigos para “gestantes, bebês e crianças” gerou polêmica nas redes sociais. Na última quarta-feira, dia 17 de janeiro, a professora de inglês Maria Beatriz fez um post criticando a forma como o evento se organizou para receber as famílias: “Espaço do papai: um cantinho especial para os pais que quiserem esperar tomando um chopp geladíssimo”.

“É sobre uma feira de produtos pra bebês e gestantes. Lá os bonitões podem esperar e tomar chopp geladinho no “espaço do papai”. Enquanto isso, as mulheres, em grande parte gestantes, sozinhas, ficam de pé, andam (provavelmente carregando sacolas pesadas) e têm toda a gastura de comprar produtos pra um(a) filho (a) que – pasmem – também é deles! Eventão, hein?”. escreveu Maria.

Com mais de 5 mil likes e 2 mil compartilhamentos, ela dividiu sua critica em três etapas. Primeiro Maria defendeu o fato de que fazer marketing não é desculpa para reproduzir discursos incoerentes. “É até difícil acreditar que exista gente nos comentários que acha que, só porque a intenção é vender o máximo possível, tá tudo bem, vale tudo”.

Gente, a raiva que esse panfleto me fez hoje… É sobre uma feira de produtos pra bebês e gestantes (cortei o nome e os…

Posted by Maria Beatriz on Wednesday, January 17, 2018

Em segundo lugar, a professora reforça que cada casal tem sua dinâmica, mas que destacar esse “serviço” como algo que seria aceito ou compreendido por todos é um erro. “Tem a ver com a forma como nossa sociedade concebe o que é ser pai e o que é ser mãe”, explicou.

Para finalizar, ela endossa que o problema não é se um casal, no seu particular, resolve que o pai vai tomar a cerveja ou se a mãe vai tomar a cerveja.

“O problema é o discurso que o evento adotou, como se a participação do pai na preparação da chegada do bebê fosse “opcional”, enquanto a mãe necessariamente seria a que cuidaria de tudo. Não estou criticando a dinâmica de um ou dois casais, mas sim a representação que a sociedade tem do que é a paternidade”.

O Catraquinha sempre buscar trazer conteúdos que combatam o machismo, seja em ambiente familiar ou no espaço publico. E, para uma sociedade menos sexista e mais igualitária para mulheres, é fundamental que os homens também se proponham a essa transformação.

Thiago Queiroz, do site Paizinho Vírgula!, aborda esse assunto em muitos de seus vídeos. Em um deles ele fala sobre “Machismo e criação dos filhos”. Nós recomendamos, assista abaixo.

Leia mais

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.