‘Estou de volta, meus lacrafãs’, diz Romagaga em vídeo de reviravolta

Por: Redação

Depois de os seguidores da travesti Romagaga serem surpreendidos pelo seu abandono das redes sociais, a webcelebridade voltou com tudo na madrugada desta terça, 23.

Além de agradecer aos seus “lacrafãs” por todo o apoio, Romagaga fez um depoimento sobre transfobia. “A transfobia me fechou as portas da sociedade. Eu sofri transfobia na escola, era difícil estudar, as pessoas falavam: ‘olha o viado, olha o travesti’. Minha amiga MC Trans sofreu transfobia, que fez ela morar na rua e ser mendiga na Central do Brasil”, disse Romagaga.

Além disso, a travesti fez uma declaração bastante contundente quanto à situação a que trans e travestis estão submetidas: “Inúmeras outras sofrem transfobia, porque têm que se prostituir na esquina, têm que fazer programa, têm que vender o corpo. Por quê? Porque a sociedade não abre portas”.

Essas inimigas me amam pois estou de volta chorem na cebolaaaaaaa???

Publicado por Romagaga em Segunda, 22 de fevereiro de 2016

Em seu discurso de volta, Romagaga ainda fez uma crítica à grande mídia, dizendo que os portais noticiavam as besteiras e polêmicas que fazia, mas quando resolveu falar que sofreu transfobia, foi ignorada por todos. “Agora, que fui atacada por mais de 50 pessoas, todos [os portais] fecharam as portas para mim. Agora eu senti o peso do preconceito”.

Nas redes, os seguidores de Romagaga dividiram as opiniões: uns apoiaram e celebraram sua volta, e outros questionaram a veracidade dos fatos.

Dentre os comentários, veja os mais curtidos:

Romagaga (reprodução/Facebook)
Romagaga (reprodução/Facebook)
Romagaga (reprodução/Facebook)
Romagaga (reprodução/Facebook)

O Catraca Livre não está aqui para discutir se foi jogada de marketing, ou não, isso diz respeito à maneira como Romagaga conduz sua imagem na mídia. Trabalhamos com fatos. E quais são os fatos? Existe transfobia no Brasil.

E muita. De acordo com a ONG Transgender Europe (TGEU), o Brasil é o país que mais mata trans e travestis em todo mundo, tendo assassinado 600 nos últimos 6 anos. O que totaliza 100 assassinatos por ano.

Está na hora de colocarmos a mão na consciência e nos perguntar: por que tanto ódio a quem nunca nos fez mal? Talvez seja essa a mensagem que Romagaga queira nos passar.

1
Bolsonaro deixa o PSL para fundar um novo partido político
O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira, 12, que vai deixar o Partido Social Liberal (PSL) após quase dois anos …
2
Entenda a crise política na Bolívia em 8 minutos
Após 13 anos no poder, o presidente boliviano Evo Morales renunciou ao cargo no último domingo, 10, em meio a …
3
DPVAT e INSS: os impactos das medidas de Bolsonaro para a população
O presidente Jair Bolsonaro assinou duas medidas provisórias (MPs) que prometem mudar a vida dos brasileiros. O anúncio foi feito …
4
O retrato da violência doméstica no Brasil
Cerca de 13 mulheres são assassinadas todos os dias no Brasil.  Em uma conta rápida, isso significa 4.750 mortes por …
5
O ambicioso plano de Paulo Guedes para a economia do Brasil
“Transformar o Estado Brasileiro” é o que pretende o ministro da Economia, Paulo Guedes, com o pacote de ações que …
6
O que acontecerá com Lula e outros presos após a decisão do STF?
Por 6 votos a 5, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu mudar o entendimento sobre a prisão de condenados em …
7
03:52
No Brasil, 13,5 milhões de pessoas vivem na pobreza extrema
Dados da última edição da Síntese de Indicadores Sociais do IBGE, que analisa a qualidade de vida da população, mostra …
8
03:58
Por que o câncer do prefeito de SP está cada vez mais comum ?
Diagnosticado com um tumor no sistema digestivo, aos 39 anos, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), apresenta um …