CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

‘Estou de volta, meus lacrafãs’, diz Romagaga em vídeo de reviravolta

Por: Redação

Depois de os seguidores da travesti Romagaga serem surpreendidos pelo seu abandono das redes sociais, a webcelebridade voltou com tudo na madrugada desta terça, 23.

Além de agradecer aos seus “lacrafãs” por todo o apoio, Romagaga fez um depoimento sobre transfobia. “A transfobia me fechou as portas da sociedade. Eu sofri transfobia na escola, era difícil estudar, as pessoas falavam: ‘olha o viado, olha o travesti’. Minha amiga MC Trans sofreu transfobia, que fez ela morar na rua e ser mendiga na Central do Brasil”, disse Romagaga.

Além disso, a travesti fez uma declaração bastante contundente quanto à situação a que trans e travestis estão submetidas: “Inúmeras outras sofrem transfobia, porque têm que se prostituir na esquina, têm que fazer programa, têm que vender o corpo. Por quê? Porque a sociedade não abre portas”.

Essas inimigas me amam pois estou de volta chorem na cebolaaaaaaa???

Publicado por Romagaga em Segunda, 22 de fevereiro de 2016

Em seu discurso de volta, Romagaga ainda fez uma crítica à grande mídia, dizendo que os portais noticiavam as besteiras e polêmicas que fazia, mas quando resolveu falar que sofreu transfobia, foi ignorada por todos. “Agora, que fui atacada por mais de 50 pessoas, todos [os portais] fecharam as portas para mim. Agora eu senti o peso do preconceito”.

Nas redes, os seguidores de Romagaga dividiram as opiniões: uns apoiaram e celebraram sua volta, e outros questionaram a veracidade dos fatos.

Dentre os comentários, veja os mais curtidos:

Romagaga (reprodução/Facebook)
Romagaga (reprodução/Facebook)
Romagaga (reprodução/Facebook)
Romagaga (reprodução/Facebook)

O Catraca Livre não está aqui para discutir se foi jogada de marketing, ou não, isso diz respeito à maneira como Romagaga conduz sua imagem na mídia. Trabalhamos com fatos. E quais são os fatos? Existe transfobia no Brasil.

E muita. De acordo com a ONG Transgender Europe (TGEU), o Brasil é o país que mais mata trans e travestis em todo mundo, tendo assassinado 600 nos últimos 6 anos. O que totaliza 100 assassinatos por ano.

Está na hora de colocarmos a mão na consciência e nos perguntar: por que tanto ódio a quem nunca nos fez mal? Talvez seja essa a mensagem que Romagaga queira nos passar.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.