Últimas notícias:

Loading...

Estudante é agredido na UFPR por estar com boné do MST

A vítima foi levada para o hospital, recebeu atendimento e foi liberada

Por: Redação
Estudante agredido
Crédito: Reprodução / FacebookO estudante usava um boné do MST, o que teria motivado a agressão

Um aluno da Universidade Federal do Paraná (UFPR), no centro de Curitiba, ficou gravemente ferido após ser agredido em frente à Casa da Estudante na noite desta terça-feira, 9.

Neste mesmo horário, a Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de briga entre torcedores de futebol e estudantes. Quando a PM chegou ao local, a confusão já tinha terminado. A vítima foi levada para o hospital, recebeu atendimento e foi liberada.

De acordo com relatos de testemunhas, o rapaz usava um boné do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o que seria o motivo da violência.

O Diretório Central dos Estudantes da UFPR usou o Facebook para repudiar o caso. Segundo o DCE, durante o caso, os agressores ainda gritavam: “Aqui é Bolsonaro!”, em referência ao candidato do PSL à Presidência.

URGENTE!Estudante da UFPR acaba de ser brutalmente violentado em frente à Universidade por membros de uma torcida…

Posted by DCE UFPR on Tuesday, October 9, 2018

Em nota, a universidade informou que a causa da briga seria política e que vidros foram quebrados na Biblioteca Central e na Casa da Estudante Universitária. “A UFPR repudia veementemente todo e qualquer ato de violência, de preconceito ou de discriminação e entende que os espaços universitários são ambientes de debate e do exercício de liberdade de opinião”, diz o texto.

Leia a nota de repúdio da UFPR:

A Universidade Federal do Paraná lamenta profundamente o ato de violência ocorrido em frente às suas dependências. Um membro da comunidade foi vítima de agressão física, aparentemente por seu posicionamento político. Ele já foi encaminhado para atendimento médico e não corre risco de morte. Vidros foram quebrados na Biblioteca Central e na Casa da estudante universitária.

A Pró-reitoria de Administração e a Superintendência de Infraestrutura prontamente foram acionadas e já tomaram as devidas providências para garantir a segurança no local e boletins de ocorrência foram registrados.

A UFPR repudia veementemente todo e qualquer ato de violência, de preconceito ou de discriminação e entende que os espaços universitários são ambientes de debate e do exercício de liberdade de opinião. Um espaço histórico e simbólico que deve se manter pleno da democracia e de continua resistência à intolerância, à violência e banidas as formas de opressão.

Acompanhe outros conteúdos ligados às eleições deste ano nesta página especial