CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Evento reúne lideranças pelo desenvolvimento das favelas cariocas

Inscrições abertas até o dia 1º de junho; leitores do Catraca Livre ganham acessso gratuito

Por: Redação

O Theatro Net Rio e o morro Dona Marta recebem o fórum “Inovação para moradia e desenvolvimento comunitário sustentável”.  Realizada pela Startup Bairro Chic, a série de encontros acontece entre os dias 4 e 5 de junho, e as inscrições podem ser feitas até o dia 1º de junho, às 23h59. Exclusivo: os 50 primeiros leitores do Catraca Livre a se inscreverem neste link ganham acesso gratuito aos painéis e outras atrações.

Criado com a intenção de conectar o poder público e a iniciativa privada, o projeto busca soluções inovadoras e sustentáveis para atender as demandas de moradia e desenvolvimento de favelas e bairros populares do Rio de Janeiro, inicialmente, criando modelos a serem seguidos em todo país.

Além da convergência de atores importantes como o Observatório de Favelas e UPP Social, o encontro tem como objetivo desenvolver produtos, serviços e soluções orientados para a realidade do mercado popular.

O primeiro dia do evento (4) acontece no Theatro Net Rio, e reune um público estimado em 650 pessoas representando quatro segmentos: empresas e associações empresariais, representantes do setor público (especialmente prefeituras), instituições e organizações não governamentais.

No dia seguinte, acontecem passeios guiados pelo “Santa” – como dizem os moradores locais – para conhecer a realidade do primeiro bairro ocupado por uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no Rio de Janeiro.

Confira abaixo a série de painéis do dia 4 de junho:

Painel 1 – OUSADIA – Favela e Bairros Populares como “Oportunidade” e a desconstrução dos equívocos sobre a “cidade partida”: Jailson Silva, geógrafo, fundador do Observatório de Favelas – Uma visão crítica e mais positiva das potencialidades de desenvolvimento voltado para as necessidades de pessoas, habitação e comunidades de favelas e baixa renda (15´) ; Eduarda la Roque, presidente do IPP e coordenadora do Programa UPP Social – Quais são os desafios, oportunidades e riscos que encontramos no seguimento da pacificação das favelas (15´); Paulo Rabello de Castro, Instituto Atlântico – a experiência da conquista da propriedade pelos moradores do morro do Cantagalo (15´)

 Painel 2 – EMPATIA- A experiência com inovações no desenvolvimento urbano e nos desafios de transformar favelas em bairros populares dignos: Antonio Augusto Veríssimo, ex-coordenador de planejamento e projetos da secretária municipal de habitação do Rio de Janeiro – Quatro décadas de urbanização de favelas na Cidade do Rio de Janeiro (15´); Jorge Jauregui, Atelier Metropolitano – experiência em projetos em favelas (exemplo: estações sistema de teleférico do Complexo do Alemão (15´); Ricardo Neves, Bairro Chic Comunidade Casa e Inovação – sua casa coleta energia e gera renda para você: A inovação
em energia renovável no desafio de transformar as favelas nas novas centralidades urbanas sustentáveis (15´)

Painel 3 – SUSTENTABILIDADE – Desenvolvimento sustentável feito por Pessoas e Negócios – Projeto Cidade Sustentável Rio+20 Chapéu Mangueira- Babilônia- Lia Lombardi, diretora executiva do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) (15´); Júlio Natalense, Dow Chemical co.(15´); Antonio Rodolfo Jr., Braskem (15´)

Painel 4 – TECNOLOGIA- Favela também é smart city – A inovação em Tecnologia de Informação para acelerar o desenvolvimento das comunidades e habitações em áreas de baixa renda: Marco Barcellos, diretor marketing da Cisco (15´); Franklin Coelho, secretário municipal de ciência e tecnologia do Rio de Janeiro – Projetos digitais em favelas (15´); Márcia Vaz, gerente Responsabilidade Social, Fetranspor – Tecnologia Social: o desafio da promoção do diálogo sobre mobilidade envolvendo a sociedade. (20´)

Painel 5 – EMPREENDEDORISMO: Favela é um novo ecossistema de empreendedorismo, de dinamização de micro e pequenas empresas e também de indução de inovação para as grandes empresas: Eduardo Magalhães e Suzana Mattos, gestores do Programa de desenvolvimento do empreendedorismo em comunidades pacificadas, SEBRAE e outros empresas e empreendedores em negociação (15´); A favela empreendedora – Pitch de microempresas nascidas em ambiente cultural e socioeconômico de favela (15´); Coletivo de Guias de Turismo da Favela Santa Marta – a favela como um patrimônio cultural e turístico (20’)

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.