“Feminismo é uma palavra que não deve nos assustar”, diz primeiro-ministro do Canadá

Por: Redação

O novo primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, foi considerado pela BBC Brasil o “Mujica canadense”. O site compara as propostas do político canadense às do ex-presidente uruguaio José Mujica, que incluem a legalização da maconha e a abertura a refugiados.

Além disso, Trudeau assumiu o cargo falando em defesa do feminismo. Assim que tomou posse, em novembro de 2015, ele nomeou mulheres para chefiar a metade de seus ministérios – formado agora por  15 ministras e 15 ministros (saiba mais aqui).

CBC
Aos 44 anos de idade, Trudeau levou o Partido Liberal ao poder após uma década de domínio do Partido Conservador

Na semana passada, durante entrevista no Fórum Econômico Mundial, o primeiro-ministro voltou a falar sobre feminismo e a luta pela igualdade.

Sob aplausos, ele afirmou: “Feminismo é uma palavra que não deve nos assustar. Homens e mulheres devem usá-la para se descreverem sempre que quiserem. O papel que temos como homens é o de apoiar e lutar pela igualdade e exigir uma mudança”. Assista:

Justin Trudeau, sobre feminismo.Que cara maneiro.

Posted by Quebrando o Tabu on Saturday, 23 January 2016

Embora seu discurso demonstre apoio à luta feminista, algumas mulheres criticaram o entusiasmo das pessoas que elogiaram sua fala. “Tem milhares de mulheres gritando esse mesmo discurso todo dia, mas quando um homem cis fala todo mundo só falta construir um pedestal pra ele”, escreveu um internauta.

Uma feminista lembrou também a importância de se destacar o protagonismo das mulheres na garantia de seus direitos. “A gente só encrenca mesmo quando homens tentam nos ensinar como devemos praticar nosso feminismo. E quando se intitulam “feministas” também, principalmente pelo fato da maioria que se diz “feminista”, não praticar o feminismo de verdade. Acho bom que homens tenham essas falas, mas que mantenham sempre em mente que o protagonismo é das mulheres. E não, não vai ganhar estrelinha. Porque sensatez é dever de cada um”, escreveu.

Compartilhe: