Últimas notícias:

Loading...

Frente fria traz umidade e derruba temperatura no fim de semana

São Paulo e Rio de Janeiro vão ter chuva e frio nos próximos dias

Por: Redação

Depois do julho mais quente desde 1943 e um dos mais secos da história de São Paulo, uma frente fria que avança pelo sul do Brasil vai provocar queda na temperatura e trazer chuvas e tempestades em algumas regiões do Brasil, incluindo a capital paulista.

Nesta sexta, 29, os paulistanos devem sentir essa diferença, que se prolongará pelo fim de semana. No sábado, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a mínima será de 7ºC, sendo 10ºC na capital, e máxima de 18ºC.

Prepare o casaquinho e saiba quando serão as próximas frentes frias
Crédito: Agência Brasil/ArquivoFrente fria traz umidade e derruba temperatura no fim de semana

A temperatura começa a subir novamente no domingo, 31, com mínima de 10ºC e máxima de 28ºC. E a próxima semana segue com significante amplitude térmica -fenômeno caracterizado por uma grande diferença entre a máxima e a mínima no mesmo dia-, que tem sido outra marca deste inverno.

Abaixo, veja como fica o clima no Brasil:

Frente fria do fim de semana

O furo no bloqueio atmosférico de alta pressão, fenômeno que impedia a entrada das frentes frias, provocará rajadas de vento, chuvas e a queda nos termômetros.

O avanço da nova frente fria começou já na quinta-feira, 28, pelo sul do Brasil. Rio Grande do Sul, Santa Catarina e sul e oeste do Paraná sentem o aumento do vento e da umidade, com chuvas fortes.

Há risco de geadas nos três Estados do Sul, especialmente na região serrana, com chances de temperaturas próximas ao 0ºC.

Campos da Serra Catarinense. Cenários da região mudam ao longo dos dias frios. Geada e névoa ao amanhecer e tempo aberto em questão de poucas horas
Crédito: Ricardo Wolffenbuttel/ SECOM/Governo de Santa CatarinaCenários da região da Serra Catarinense mudam ao longo dos dias frios

A frente fria deve se espalhar por São Paulo, Rio de Janeiro e sul de Minas Gerais. As temperaturas mínimas podem ficar abaixo dos 10ºC em parte desses Estados do Sudeste.

A projeção divulgada pelo MetSul é de chuva no Sudeste até o fim do domingo. A noite da sexta será acompanhada de chuva com trovoadas.

No Centro-Oeste, regiões de Mato Grosso do Sul sentem a mudança com mais intensidade. Cuiabá, no entanto, pode registrar a maior temperatura em julho desde 2008, de acordo com divulgado pelo site Climatempo.

As regiões Norte e Nordeste terão chuvas concentradas em Manaus, Belém, parte do Acre e na faixa leste nordestina. Em Roraima e Amapá acontecem temporais.

Frio e chuva em ano de La Niña

Os anos de La Niña, fenômeno que se caracteriza pelo resfriamento das águas do oceano Pacífico, costumam produzir invernos mais rigorosos.

Neste ano, a queda na temperatura começou antes do início do inverno no Brasil. A estação deve se estender até às 22h04 do dia 22 de setembro, quando inicia a primavera.

Massa de ar frio
Crédito: Marcelo Camargo/Agência BrasilSão Paulo e Rio de Janeiro vão ter chuva e frio nos próximos dias

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) informou que o fenômeno La Niña deve se manter presente até agosto de 2022. Segundo o Inmet, no entanto, ela poderá se estender até o início de 2023.

Compartilhe:

?>