Gilmar Mendes suspende novamente investigação do caso Queiroz

Ministro também mandou o CNMP investigar o Ministério Público do Rio

Por: Redação

O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), atendeu a um novo pedido do senador Flávio Bolsonaro para paralisar as investigações do caso Fabrício Queiroz.

Gilmar Mendes. não só atendeu ao pedido, como mandou o CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) investigar o Ministério Público do Rio.

A defesa do filho do presidente Jair Bolsonaro alega que, mesmo com a decisão do presidente do Supremo, Dias Toffoli, as investigações prosseguiram.

Crédito: ReproduçãoFlávio Bolsonaro (PSL-RJ) e seu ex-assessor, Fabrício Queiroz

Em julho, Toffoli determinou a suspensão de todos os processos e investigações nos quais houve compartilhamento sem autorização judicial de dados sigilosos detalhados de órgãos de inteligência, como o extinto Coaf  (Conselho de Controle de Atividades Financeirasf) – hoje UIF (Unidade de Inteligência Financeira).

A apuração diz respeito a suposto esquema de “rachadinha” (quando um servidor repassa parte ou a totalidade de seu salário ao político que o contratou) no gabinete do filho mais velho de Bolsonaro na época em que exercia mandato na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

Compartilhe: