Governo pede para homossexuais evitarem gestos de afeto na Rússia

As recomendações são válidas para os torcedores que irão ao país acompanhar a Copa do Mundo

Por: Redação | Comunicar erro
Ativistas protestam em São Petersburgo após lei contra a exibição de símbolos LGBT entrar em vigor em toda a Rússia, no ano de 2013

Na iminência da abertura da Copa do Mundo que será sediada na Rússia, o Itamaraty e o Ministério do Esporte pediram, em uma cartilha divulgada nesta quinta-feira, 7, que membros da comunidade LGBT que forem assistir aos jogos, evitem demonstrar afeto de forma pública.

A recomendação está no Guia Consular do Torcedor Brasileiro e traz uma série de alertas para todos que viajarem à Rússia.

O documento, entretanto, contém um aviso “especial” para lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros não andarem de mãos dadas e não se beijarem em público.

“Não são comuns na Rússia manifestações intensas de afeto em público. Em particular, recomenda-se à comunidade LGBT evitar demonstrações homoafetivas em ambientes públicos, que podem ser consideradas ‘propagandas de relações sexuais não tradicionais feita a menores’ e enquadradas em lei [junho de 2016] que prevê deportação”, diz o documento.

A lei mencionada pelos órgãos do Governo Federal é uma sancionada em 2013 que proíbe manifestações públicas de afeto entre pessoas do mesmo sexo.

Embora a homossexualidade não seja considerada crime na Rússia, a postura da população referente aos membros dessa comunidade, é bastante hostil.

Recentemente, as autoridades russas e o Comitê Organizador Local (COI) do evento garantiram que as bandeiras de arco-íris [símbolo do movimento LGBT] serão permitidas em estádios e nas Fan Fest.

Por fim, a cartilha reitera que ingerir bebidas alcoólicas nas ruas e em espaços públicos abertos é infração administrativa punível com multa e que comportamento interpretado como assédio sexual enseja multa e prisão de até um ano.

Fique por dentro:

1 / 8
1
04:53
Netflix e KondZilla lançam ‘Sintonia’, da periferia para o mundo
KondZilla tem razão quando afirma: "A favela venceu". “Sintonia”, a nova série da Netflix, prova isso. A ideia original é dele …
2
04:21
Sinais que indicam problemas no estômago
Ter tosse seca pode ser um sinal que o seu estômago não vai muito bem. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
3
03:43
O estrago de Frota é maior que o Bolsonaro poderia acreditar
Após ser expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota confirmou sua filiação ao PSDB, partido de João Doria, governador …
4
03:03
Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade
A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define quais situações configuram abuso de autoridade. Agora, o texto …
5
04:07
Um pedido de desculpas à Angela Merkel pelas ofensas de Bolsonaro
Depois de dizer a um repórter que ele deveria fazer cocô dia sim, dia não para preservar o meio ambiente, …
6
03:26
Mortes provocadas pelo fim dos radares deveriam ter nome de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta quinta-feira, 15, a suspensão dos radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais …
7
04:56
‘Risk’, na Netflix, vaza a imagem não autorizada de Julian Assange
Será que, em um ato de coragem, você arriscaria sua própria liberdade para trazer à tona realidades que manipulam a …
8
07:44
Saiba tudo sobre os métodos anticoncepcionais
Prevenção é essencial quando o assunto é relação sexual. Hoje, há outros modos de prevenção que vão além da pílula e …