Últimas notícias:
Loading...

Governo triplica área do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Com a medida, a unidade de conservação de proteção integral salta de 65 mil hectares para 240 mil hectares de área contínua

Em cerimônia no Palácio do Planalto na manhã desta segunda-feira, 5, Dia Mundial do Meio Ambiente, o presidente Michel Temer assinou o Decreto que triplica a área do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás.

Com a medida, a unidade de conservação de proteção integral salta de 65 mil hectares para 240 mil hectares de área contínua. A notícia chega em meio a uma tentativa de desmanche de Unidades de Conservação na Amazônia, promovida pelo Congresso Nacional com apoio do governo.

O parque de Veadeiros tem sido um freio ao avanço do desmatamento
Créditos: MARCOS_PINTO
O parque de Veadeiros tem sido um freio ao avanço do desmatamento

O Cerrado é um dos biomas brasileiros que menos tem áreas federais sob regime de proteção integral – cerca de 3% apenas. Com a ampliação, a situação melhora um pouco, mas ainda está longe da ideal.

O compromisso do Brasil é ter 17% de todas os biomas protegidos por lei. Apesar de sua importância global, estima-se que o Cerrado já tenha perdido mais do que a metade de sua cobertura vegetal nas últimas décadas devido ao avanço do agronegócio e da ocupação humana. O parque de Veadeiros tem sido um freio ao avanço do desmatamento.

Ganho para o Brasil

Além de serem destinados à conservação da biodiversidade, os parques nacionais são importantes vetores de desenvolvimento econômico e social, por meio da visitação, pesquisa científica e educação ambiental.

Na área de expansão do parque de Veadeiros, os cientistas identificaram pelo menos nove tipos de fisionomias vegetais: matas de galeria, mata seca, cerradão, cerrado sentido restrito, vereda, campo sujo, campo limpo e campo rupestre.

Nesse meio, pelo menos 17 espécies de plantas estão ameaçadas de extinção, segundo a lista vermelha do Ministério do Meio Ambiente.

A diversidade de paisagens indica que a fauna da região também é bastante rica e precisa ser melhor compreendida antes que desapareça. Com a ampliação, o parque de Veadeiros passa a proteger 34 espécies de animais ameaçados de extinção, sendo 15 de aves, 18 de mamíferos e uma espécie de abelha nativa.

Os parques nacionais são importantes vetores de desenvolvimento econômico e social
Créditos: MARCOS_PINTO
Os parques nacionais são importantes vetores de desenvolvimento econômico e social

Campanha #AmpliaVeadeiros

Em dezembro do ano passado, o WWF-Brasil e a Coalizão Pró-UCs iniciaram uma campanha pela ampliação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Depois de colocar no ar uma petição on-line pedindo que o governo de Goiás desse a anuência e o governo federal concretizasse a ampliação, a campanha promoveu uma série de ações de engajamento da sociedade em torno da ideia de aumentar a proteção da unidade de conservação.

A petição ficou durante mais de cinco meses reunindo assinaturas de pessoas de todo o país interessadas em ver o parque ampliado. Foram mais de sete mil brasileiros que aderiram à campanha.

O documento foi entregue na semana passada no Palácio do Planalto. A adesão da comunidade que vive próxima ao parque foi imediata, além dos artistas locais que emprestaram sua arte para a causa de Veadeiros.

Desafios da ampliação

Segundo Mariana Napolitano, do Programa de Ciências do WWF-Brasil, a nova área do parque – de cerca de 180 mil hectares – deverá ser totalmente integrada à gestão atual.

Os novos limites da unidade exigirão esforços de planejamento e implantação. “Será preciso avaliar o potencial e vulnerabilidade de cada porção da UC, redefinindo seu zoneamento para garantir que a mesma cumpra todo o seu potencial”, diz Napolitano.

Novos atrativos turísticos, trilhas e travessias poderão ser incorporados, propiciando mais oportunidades de visitação ao público que já visita Veadeiros, além de negócios para a comunidade local.

  • Leia mais: