‘Grupo Terapêutico de Mães Solo’ convida mulheres para desabafar

Por trás de toda Super-Mãe tem um monte de responsabilidades mal divididas“. Essa frase te representa? Te faz chorar ou querer ser abraçada? Pois temos uma ótima notícia para você. Este é o mote de um novo espaço seguro para desafogar essas e outras angústias de ser mãe no século XXI, o Grupo Terapêutico de Mães Solo, de Belo Horizonte.

Com o intuito de reunir mulheres para compartilhar as vivências da maternidade real – essa que acontece nas trincheiras do dia a dia, bem longe das capas de revista -, a psicóloga Alessandra Veiga criou o grupo. A ideia é que ocorram encontros regulares e periódicos, sempre com participação gratuita, para ser democrático e acessível para o máximo possível de mulheres, independentemente de seu contexto de vida; afinal, cada mãe terá seus próprios motivos para buscar apoio.

“Este é um convite ao diálogo que faço às mulheres que carregam a beleza e o fardo da maternidade solo”, escreveu a psicóloga em seu post convite no Facebook. “Porque podemos nos reconhecer no discurso do outro. Porque juntas somos mais fortes”.

Gratuito, o Grupo Terapêutico de Mães Solo quer reunir mulheres para colocar em pauta questões como sobrecarga de trabalho, autocobrança, rede de apoio, entre outros.

O primeiro encontro será nesta quarta-feira, 28 de março, às 19h, na E.M. Cora Coralina (Rua Lisboa, 54), no bairro de Copacabana, em Belo Horizonte, próximo à Avenida Portugal.

O grupo é aberto a todas, basta chegar no horário proposto, sem necessidade de inscrição prévia. Para tirar dúvidas ou saber mais, é possível entrar em contato via WhatsApp: (33) 99915-8926 ou 99269-3552.

Aqui no Catraquinha, falamos com a frequência da importância da rede de apoio para acolher e viabilizar as escolhas de cada mãe. Então, que a proposta desse grupo se fortaleça e reverbere em outras iniciativas ao redor do país, para que cada vez mais mulheres possam exercer sua maternidade de forma mais lúcida, saudável e prazerosa, e assim influencie para a construção de uma sociedade mais igualitária e empática.

Leia mais:

Compartilhe:

1 / 8
1
04:17
Estadão, Folha e O Globo apontam possível queda de Bolsonaro
Os jornais O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo e O Globo - de maior circulação no país - …
2
04:56
Maconha e nudez usadas no WhatsApp contra universidades
Entenda como o pensamento de Olavo de Carvalho, guru de Jair Bolsonaro, impactou e instaurou uma crise generalizada em uma …
3
03:22
Teoria da conspiração associa facada em Bolsonaro ao filho Carlos
Teorias conspiratórias são, por definição, baseadas na irrealidade. Em alguns casos, em loucura. Mas uma em especial tem ganhado destaque …
4
04:04
Justiça quebra sigilo bancário de Flávio Bolsonaro e Queiroz
As acusações envolvendo esquemas de corrupção no gabinete de Flávio Bolsonaro estão ganhando um novo capítulo. Pedra no sapato do …
5
02:52
Bolsonaro diz que vai indicar Sergio Moro para vaga no Supremo
O presidente Jair Bolsonaro se comprometeu em indicar o ministro Sergio Moro para uma vaga no Supremo Tribunal Federal. A …
6
03:41
Movimentos estudantis convocam ato contra os cortes na educação
Um ato marcado para esta quarta-feira, 15 de maio, promete mobilizar secundaristas, universitários, pós-graduandos, professores e outros profissionais contra os …
7
06:06
A construção do papel de mãe para quem opta pela adoção
O depoimento de Rosangela Ferreira faz parte do especial Mãe não é tudo igual, que destaca que cada maternidade tem …
8
06:33
O drama de retornar ao trabalho após a licença maternidade
O depoimento de Maria da Conceição faz parte do especial Mãe não é tudo igual, que destaca que cada maternidade …