‘Grupo Terapêutico de Mães Solo’ convida mulheres para desabafar

Por: Renata Penzani

Por trás de toda Super-Mãe tem um monte de responsabilidades mal divididas“. Essa frase te representa? Te faz chorar ou querer ser abraçada? Pois temos uma ótima notícia para você. Este é o mote de um novo espaço seguro para desafogar essas e outras angústias de ser mãe no século XXI, o Grupo Terapêutico de Mães Solo, de Belo Horizonte.

Com o intuito de reunir mulheres para compartilhar as vivências da maternidade real – essa que acontece nas trincheiras do dia a dia, bem longe das capas de revista -, a psicóloga Alessandra Veiga criou o grupo. A ideia é que ocorram encontros regulares e periódicos, sempre com participação gratuita, para ser democrático e acessível para o máximo possível de mulheres, independentemente de seu contexto de vida; afinal, cada mãe terá seus próprios motivos para buscar apoio.

“Este é um convite ao diálogo que faço às mulheres que carregam a beleza e o fardo da maternidade solo”, escreveu a psicóloga em seu post convite no Facebook. “Porque podemos nos reconhecer no discurso do outro. Porque juntas somos mais fortes”.

Gratuito, o Grupo Terapêutico de Mães Solo quer reunir mulheres para colocar em pauta questões como sobrecarga de trabalho, autocobrança, rede de apoio, entre outros.

O primeiro encontro será nesta quarta-feira, 28 de março, às 19h, na E.M. Cora Coralina (Rua Lisboa, 54), no bairro de Copacabana, em Belo Horizonte, próximo à Avenida Portugal.

O grupo é aberto a todas, basta chegar no horário proposto, sem necessidade de inscrição prévia. Para tirar dúvidas ou saber mais, é possível entrar em contato via WhatsApp: (33) 99915-8926 ou 99269-3552.

Aqui no Catraquinha, falamos com a frequência da importância da rede de apoio para acolher e viabilizar as escolhas de cada mãe. Então, que a proposta desse grupo se fortaleça e reverbere em outras iniciativas ao redor do país, para que cada vez mais mulheres possam exercer sua maternidade de forma mais lúcida, saudável e prazerosa, e assim influencie para a construção de uma sociedade mais igualitária e empática.

Leia mais:

1
Denúncia contra Glenn Greenwald é um ataque à liberdade de imprensa?
Uma denúncia realizada pelo Ministério Público Federal foi vista como um ataque direto à liberdade de imprensa no Brasil. O …
2
9 pontos polêmicos que Sergio Moro se esquivou no Roda Viva
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, foi o primeiro entrevistado da nova temporada do programa Roda Viva, …
3
‘Noivado’ de Regina Duarte com Bolsonaro divide opiniões
“Nós vamos noivar, vou ficar noiva, vou lá conhecer onde eu vou habitar, com quem que eu vou conviver, quais …
4
A queda: entenda a polêmica que custou o cargo de Roberto Alvim
Após praticamente reproduzir um discurso do ministro nazista Joseph Goebbels, o ex-secretário de Cultura, Roberto Alvim, protagonizou uma polêmica que …
5
Impunidade de Victor não é caso isolado no Brasil de Bolsonaro
Victor Chavez, cantor sertanejo da extinta dupla Victor e Léo, foi condenado por agredir a esposa grávida de quatro meses …
6
Anarquia da ponte pra lá: a história do punk na periferia de SP
Autor do livro My Way, Valo Velho é história viva da cena anarcopunk de São Paulo. A Catraca Livre foi até …
7
Backer: entenda o caso das cervejas contaminadas
O Ministério da Agricultura suspendeu a venda de cervejas da marcar Backer e determinou que a empresa faça um recall …
8
O que é liberdade de expressão?
O que é liberdade de expressão? Entenda o significado e a importância desse direito tão importante para todos nós neste …