CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Homem é preso por matar ex-mulher com bloco de concreto

A filha do casal, de 13 anos, testemunhou o crime; o assassinato aconteceu em 2015

Por: Redação

Daniel Lopes de Souza, de 46 anos, acusado de matar a ex-mulher com um bloco de concreto na frente da filha, foi preso na sexta-feira, 19, em um bar. O crime aconteceu em 2015, em Terra Vermelha, Vila Velha (ES).

Crédito: Getty Images/iStockphotoA filha do casal, de 13 anos, implorou ao pai que não cometesse o crime

Na época, Lopes de Souza confessou o crime e alegou ter sido causado por uma crise de ciúme. Ele afirmou tentou reatar o casamento, sem sucesso. A vítima, Almerinda Ferreira Suim, com 36 anos, disse que estava com outro homem.

Com raiva, agrediu a ex-mulher com socos e, depois dela desmaiar, bateu na cabeça da vitima com um bloco de concreto. A filha do casal, com 13 anos na ocasião, presenciou o crime e implorou que parasse.

“Chegou uma denúncia de um indivíduo que seria foragido da Justiça, reconheceram o indivíduo trafegando pelo bairro e informaram as características”, disse cabo Motta ao G1. “Realizando o patrulhamento pelo bairro, nós conseguimos abordar o cidadão em um bar. Ele estava sentado em uma mesa, fazendo uso de bebida alcoólica.”

O suspeito tentou fugir, mas foi detido pela polícia.

FEMINICÍDIO

Desde 2015 existe uma lei que considera o feminicídio crime hediondo com pena de 12 a 30 anos de prisão. Feminicídio é o homicídio de mulheres como crime hediondo quando envolve menosprezo ou discriminação à condição de mulher e violência doméstica e familiar.

A lei define feminicídio como “o assassinato de uma mulher cometido por razões da condição de sexo feminino”, e a pena prevista para o homicídio qualificado é de reclusão de 12 a 30 anos.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.