CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Homem é preso por sequestrar e estuprar enteada de 11 anos

Em 2014, o suspeito esfaqueou a mulher depois de uma discussão. Ao sair da prisão, ela o perdoou e eles reataram o relacionamento

Por: Redação

Wesley Ferreira Borges, 39, teve sua prisão preventiva decretada por ser suspeito de sequestrar e estuprar a enteada de 11 anos. A mãe da vítima disse que o crime aconteceu por vingança. Ele foi preso na quinta-feira, 26, e nega as acusações.

Na quarta-feira, 25, a mulher expulsou o companheiro de casa depois de uma discussão. Na briga, ele teria agredido e ameaçado a mulher.

criança estuprada cadeia
Crédito: IStock/tzahiVCriança de 11 anos é sequestrada e estuprada por padrasto

No outro dia, ele foi buscar a enteada na escola e não a levou para casa. “E todo esse período ele a ameaçou, inclusive a estuprou. Ele ficou do meio-dia de um dia, até às 10h da manhã do outro dia com a vítima”, contou a delegada Silmara Marcelino ao UOL.

“Ele negou e estava totalmente calmo, dizendo que não entendia porque estava preso e que a gente não ia acreditar em nada do que ele falasse, porque ele já tinha sido preso uma vez por violência. Ele falava como se ele fosse totalmente inocente”, disse a delegada.

“Ele falou: olha se a sua mãe separar de mim, eu vou matar ela, matar sua avó, matar a família inteira, te estuprar e depois te matar. Eu acho que foi uma coisa que ele pensou no momento quando percebeu que ela realmente queria se separar”.

Em 2014, a mulher denunciou o companheiro por violência doméstica. Ele a teria esfaqueado depois de uma discussão. De acordo com a reportagem do UOL, a vítima precisou levar vários pontos e ele foi preso. Ao sair da prisão, dois anos depois, a mulher perdoou e eles reataram o relacionamento.

O caso é investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Mogi das Cruzes.

Abuso infantil é crime. Saiba como denunciar:

Disque 100: o serviço do Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes é coordenado e executado pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República.

Por meio do 100, o usuário pode denunciar violências contra crianças e adolescentes, colher informações acerca do paradeiro de crianças e adolescentes desaparecidos, tráfico de pessoas – independentemente da idade da vítima – e obter informações sobre os Conselhos Tutelares.

O serviço funciona diariamente de 8h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados. As denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas aos órgãos de defesa e responsabilização, conforme a competência, num prazo de 24h. A identidade do denunciante é mantida em absoluto sigilo (as informações são da UNICEF).

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.