Publicidade

Informar

Homem ejacula em mulher que dormia em trem da CPTM em SP

O caso aconteceu em um dos trens da linha 11-coral da CPTM

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade
Crédito: ReproduçãoCaso aconteceu na CPTM em São Paulo

Mais um caso de assédio sexual contra as mulheres nos trens e metrô de São Paulo foi registrado nesta sexta-feira, 13.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado e da CPTM, um homem ejaculou em uma passageira que dormia em um trem da linha 11-coral da Companhia Paulista de Transportes Metropolitanos.

A vítima tem 36 anos e relatou que havia sido assediada pelo homem momentos antes de adormecer. Quando acordou, ela teria notado que ele deixava o vagão com a roupa suja e, então, percebeu que ela também estava com as vestimentas sujas com o sêmen dele.

A passageira denunciou a agressão aos funcionários da CPTM da estação Poá e detalhou que o suspeito havia descido na estação Ferraz de Vasconcellos. Até o momento, no entanto, ele não foi identificado de acordo com a SSP.

A vítima foi encaminhada para a Delegacia da Mulher de Suzano para registrar boletim de ocorrência.

Em nota, a CPTM informou que está analisando as câmeras internas do trem e ressaltou que “tem intensificado suas campanhas de cidadania e conscientização e as ações de combate [a esse tipo de] crime”. Ainda, a Companhia reitera que “tem estimulado mulheres que passam por este constrangimento a registrarem denúncia e BO em delegacias de polícia”.

Em casos de assédio a vítima ou quem presencia o ato pode denunciar para algum funcionário do Metrô ou da CPTM, ou pelo serviço de SMS-Denúncia (97150-4949) e acompanhar a vítima para servir como testemunha.

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Museu de Anatomia Humana da USP exibe peças que ensina como o seu corpo funciona

Cereja Flor: O lugar das taças de sorvetes gigantes em São Paulo

Fondue taiwanês é a próxima delícia que você tem de provar

Médica tira dúvidas sobre anticoncepcional

Refugiados se tornaram microempreendedores em um lava-rápido em São Paulo

Publicidade