Últimas notícias:

Loading...

Jean Wyllys explica cusparada na cara de Jair Bolsonaro

Por: Redação

Quem está acompanhando as votações favoráveis ou contrárias ao impeachment da presidente Dilma Rousseff, não viu esta cena na televisão. Mas viu nas redes sociais.

Após seu discurso contrário ao prosseguimento do processo de impeachment, o deputado Jean Wyllys (PSOL – RJ) deu uma cusparada na cara do deputado Jair Bolsonaro (PSC – RJ).

A atitude fez muita gente questionar o comportamento do deputado. Mas ele tem uma explicação para isso. Confira:

No texto, Jean Wyllys diz:

“SOBRE O CUSPE AO FASCISTA

Depois de anunciar o meu voto NÃO ao golpe de estado de Cunha, Temer e a oposição de direita, o deputado fascista viúva da ditadura me insultou, gritando “veado”, “queima-rosca”, “boiola” e outras ofensas homofóbicas e tentou agarrar meu braço violentamente na saída. Eu reagi cuspindo no fascista. Não vou negar e nem me envergonhar disso. É o mínimo que merece um deputado que “dedica” seu voto a favor do golpe ao torturador Carlos Alberto Brilhante Ustra, ex-chefe do DOI-CODI do II Exército durante a ditadura militar. Não vou me calar e nem vou permitir que esse canalha fascista, machista, homofóbico e golpista me agrida ou me ameace. Ele cospe diariamente nos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais. Ele cospe diariamente na democracia. Ele usa a violência física contra seus colegas na Câmara, chamou uma deputada de vagabunda e ameaçou estuprá-la. Ele cospe o tempo todo nos direitos humanos, na liberdade e na dignidade de milhões de pessoas. Eu não saí do armário para o orgulho para ficar quieto ou com medo desse canalha.

‪#‎FascistasNãoPassarão‬”

Compartilhe: