João de Deus diz não se lembrar de mulheres que o acusam de abuso

Médium voltou a negar as acusações de crimes sexuais

Por: Redação | Comunicar erro

João de Deus, acusado de abuso sexual, depôs nesta quarta-feira, 26, ao Ministério Público do Estado de Goiás. Segundo o advogado Alberto Toron informou ao portal G1, o médium afirmou que não se lembrava das mulheres que o acusam e também negou que tenha cometido abusos contra mulheres que estavam em busca de tratamento espiritual.

João de Deus em Abadiânia
Crédito: Marcelo Camargo/Agência BrasilO médium João de Deus em Abadiânia (GO)

Toron afirmou que todas as perguntas foram respondidas. “Ele disse que não se lembrava de quem eram as vítimas, ressaltou que atendida muitas pessoas e que era impossível lembrar pelo nome, até porque não foi mostrada nenhuma foto.”

O advogado também comentou que as questões foram apenas ligadas às denúncias de abuso sexual. Perguntas sobre o dinheiro encontrado na casa do médium, armas e pedras preciosas não foram feitas.

De acordo com outro defensor do médium, Alex Neder, ele sempre fez atendimentos “acompanhado de várias pessoas”.

João de Deus está preso preventivamente  desde 18 de dezembro, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. O depoimento começou cerca de 10h40 e acabou perto do meio-dia.

Denúncias

Os promotores iniciaram uma força-tarefa para apurar as denúncias contra o médium após relatos de mulheres virem à tona no programa Conversa com Bial, no início de dezembro. Até a manhã desta quarta-feira, o MP-GO recebeu quase 600 denúncias, por e-mail, contra o médium, informou a Agência Brasil.

Do total de relatos, a força-tarefa colheu 78 depoimentos de mulheres. Outra pessoa deve ser ouvida nesta tarde.

A mulher de João de Deus, Ana Keyla Teixeira, deve ser ouvida pela Polícia Civil nesta quarta-feira (26). Assim como o MP-GO, a corporação montou uma força-tarefa para apurar os crimes. Os policiais receberam 16 denúncias, sendo que nove viraram inquéritos – um deles já concluído e indicia o médium por violação sexual mediante fraude, e os demais seguem em andamento.

Compartilhe:

1 / 8
1
53s
Operação Lava Jato prende ex-presidente Michel Temer
Em mais uma etapa da Operação Lava Jato, a Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira, 21, o ex-presidente Michel …
2
02:53
Suzano e Nova Zelândia: os impactos da exposição excessiva
A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse que o nome do atirador que matou 50 pessoas em uma mesquita em …
3
02:28
Posse de armas: Nova Zelândia dá exemplo de civilidade ao mundo
Após chocar o mundo nesta semana com o massacre de 50 pessoas em duas mesquitas de Christchurch, a Nova Zelândia …
4
03:10
Entenda o mistério por trás da boneca Momo
Ainda mais perturbador, o Desafio da Momo está de volta e desta vez a boneca aparece supostamente dentro de vídeos …
5
02:25
Bolsonaro apoia a construção de muro entre EUA e México
Em viagem diplomática a Washington, o presidente Jair Bolsonaro disse apoiar a construção do muro na fronteira entre EUA e México, …
6
01:42
A nova decisão do STF e o futuro da Lava Jato
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a partir de então os crimes de lavagem de dinheiro e corrupção quando …
7
02:31
Atentado na Nova Zelândia: crimes transmitidos nas redes sociais
Mais um atentado terrorista chocou o mundo nesta sexta-feira, dia 15. Um atirador realizou ataques simuntâneos em duas mesquitas, deixando …
8
01:45
O lugar em que os atiradores de Suzano foram considerados heróis
Uma reportagem publicada nesta terça-feira, 14, pelo portal da Vice indica que os atiradores que invadiram a Escola Estadual Raul …