João de Deus é denunciado pela 10ª vez por crimes sexuais

Desta vez, a denúncia trata de violação sexual mediante fraude contra dez pessoas

Por: Redação
joão de deus
Crédito: Marcelo Camargo/Agência BrasilJoão de Deus segue internado em hospital de Goiânia

O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) denunciou nesta terça-feira, 4, pela décima vez, o médium João de Deus, de 77 anos, por crimes sexuais. De acordo com o órgão, desta vez, a denúncia trata de violação sexual mediante fraude contra dez pessoas.

O acusado segue internado em hospital de Goiânia, mesmo após o STJ (Superior Tribunal de Justiça) determinar nesta terça que ele volte à prisão.

Segundo informações do MP, os crimes ocorreram durante atendimento coletivo na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO).

De acordo com os relatos, as pessoas sofreram abuso na chamada “Sala da Entidade”, quando João de Deus, sentado em um trono, esperava para receber os visitantes. Neste momento, ele as tocava, dizendo que era um tratamento espiritual.

As vítimas são do Distrito Federal, São Paulo e Paraná. Outras cinco pessoas, cujos crimes já prescreveram, figuram como testemunhas.