CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Jovem usa Facebook para provar que avô abusava sexualmente dela

Mesmo com a confissão, a família de Jade Edwards não acreditou na jovem

Por: Redação

Aos 23 anos e mãe de dois filhos, Jade Edwards contou como enganou o seu avô, hoje com 69 anos, a confessar no Facebook o abuso sexual cometido por ele contra ela na sua infância, quando tinha 13 anos de idade.

Crédito: Reprodução/FacebookJovem usa Facebook para provar que avô cometia abusos sexuais contra ela

Em julho de 2012, aos 17 anos, Jade tomou a decisão de denunciar seu avô e tentou obter provas falando com ele no Facebook.

Durante a conversa, o avô escreveu: “Você faz isso comigo, eu quero você de todas as formas, se estiver tudo bem. Sinto muito por não poder parar. Eu te amo tanto. Desculpe por te amar tanto por você ser tão linda”.

Crédito: Reprodução/HotSpotMediaAvô confirma os abusos

A britânica então sentiu que deveria mostrar a conversa para seus pais, mas eles não acreditaram nela. Somente em novembro de 2016, mesmo sem o apoio da família, Jade não aguentava mais carregar o peso do abuso e decidiu denunciar para a polícia o avô. Ele foi preso em 2018, condenado a 15 meses de prisão.

“Eu contei a eles tudo o que meu avô fizera comigo e mostrei a eles todas as mensagens do Facebook”, lembra. Edwards foi preso no dia seguinte e as mensagens foram usadas como prova.

O avô, além de negar tudo, chamou Jade de mentirosa. “Para piorar a situação, minha família ficou do lado dele no tribunal. Me senti traída por todos que eu amava.”

A primeira vez que o abuso sexual aconteceu, Jade tinha apenas 13 anos. Ele a tocou sua bunda enquanto assistiam TV juntos.

Moradora de Liverpool, na Inglaterra, Jade lembra que os abusos começaram em junho de 2009 e que, mesmo sabendo que aquilo estava errado, não conseguiu denunciar. “Eu estava tão confusa que não entendi o que tinha acabado de acontecer. Ele então mudou de canal na TV e agiu como se nada tivesse acontecido e eu ignorei”, disse ela.

No entanto, nove meses depois o crime voltou a acontecer. Jade conta que em uma viagem de carro com o avô depois da escola, ele parou em uma tranquila rua próxima à praia de Southport e começou a abusá-la novamente. “Ele enfiou a língua na minha boca e eu senti que ia ficar doente”, contou.

“Ele continuou sentindo minhas coxas e gemendo. Senti lágrimas escorrendo pelo meu rosto enquanto ele fazia isso”. Depois, Edwards pediu para que eu não contasse a ninguém o que tinha acontecido e a levou para casa.

Os abusos se repetiram diversas vezes até que a jovem completou 16 anos e ameaçou a contar para alguém e ele parou.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.