Últimas notícias:

Loading...

Juíza defende aglomerações e ensina a burlar uso de máscara

Advogado pede que CNJ apure conduta da juíza Ludmila Lins Grilo, de MG

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A juíza bolsonarista Ludmila Lins Grilo, que atua em Buritis (MG) publicou nas redes sociais um vídeo em que ensina seus seguidores a não usar máscara.

Nas imagens, a magistrada mostra pessoas caminhando na Rua das Pedras, um dos pontos turísticos de Búzios (RJ), sem respeitar o distanciamento social.

 Juíza
Crédito: Reprodução/Twitter Juíza bolsonarista Ludmila Lins Grilo defende aglomerações e ensina a burlar uso de máscara

“Uma cidade que não se entregou docilmente ao medo, histeria ou depressão. Aqui, a vida continua. Foi maravilhoso passar meu Réveillon nessa vibe”, escreveu no Twitter.

Ludmila Lins ainda publicou um passo a passo para seus seguidores poderem andar sem máscara no shopping.

“Passo a passo para andar sem máscara no shopping de forma legítima, sem ser admoestado e ainda posar de bondoso”, escreveu a magistrada, que é admiradora do escritor Olavo de Carvalho, guru do bolsonarismo.

A juíza também se diz contrária à vacinação contra covid-19 no Brasil. “A ideia de que a vacina é segura e pode ser imposta pelo Judiciário não é unânime nem entre os médicos, nem entre os juristas”.

Pedido de investigação

O advogado José Belga Assis Trad entrou com pedido junto ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) para apurar a conduta da juíza Ludmila Lins Grilo.

Em seu pedido,  o advogado diz eu a magistrada “ao se manifestar contra as recomendações das autoridades sanitárias, embora não tenha formação e não seja médica sanitarista, o público que tem acesso ao conteúdo das postagens da doutora passa a confundir a opinião, infundada, da magistrada com a da magistratura”.

Compartilhe: