Justiça manda Mackenzie anular expulsão do aluno de vídeo racista

Ordem contradiz decisão anterior da Justiça Federal de São Paulo

Por: Redação | Comunicar erro

Uma liminar concedida pela Justiça Federal de São Paulo anulou a expulsão do estudante de Direito Pedro Baleotti da Universidade Presbiteriana Mackenzie, após o rapaz cometer racismo ao dizer que a “negraiada vai morrer”, em um vídeo divulgado nas redes sociais em 2018.

A expulsão foi divulgada pelo coletivo negro da instituição, o Afro Mack.
Crédito: ReproduçãoA expulsão foi divulgada no início de janeiro pelo coletivo negro da instituição, o Afro Mack.

A universidade confirmou o desligamento do aluno no dia 10 de janeiro, porém, a decisão veiculada dia 17 de dezembro do ano passado já havia determinado que a expulsão fosse suspensa. Portanto, a segunda solicitação não deveria ter acontecido, segundo o “G1”.

“Defiro em parte a liminar para suspender os efeitos da decisão de desligamento do impetrante, com o imediato restabelecimento do vínculo com a Universidade impetrada, até ulterior julgamento do mérito”, dizia o texto da juíza Silvia Figueiredo Marques, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

Pedro foi indiciado por racismo e demitido do escritório de advocacia onde trabalhava.

O CASO

Em outubro de 2018, Pedro Baleotti, de 25 anos, apareceu nas redes sociais com uma camiseta do presidente Jair Bolsonaro (PSL) dizendo que está “indo votar ao som de Zezé, armado com faca, pistola, o diabo, louco para ver um vadio vagabundo com camiseta vermelha e já matar logo”.

“Tá vendo essa ‘negraiada’ [apontando a câmera para uma moto ocupada por duas pessoas]? Vai morrer, vai morrer, é capitão caralho!”, disse o estudante na gravação.

Já em um segundo vídeo, Baleotti apareceu no interior de um apartamento manuseando uma arma de fogo, dizendo: “Capitão, levanta-te, hoje o povo brasileiro precisa de você”.

Compartilhe:

1 / 8
1
02:20
Novas regras para o uso de patinetes elétricas em SP
A prefeitura de São Paulo definiu novas regras para o uso de patinetes elétricas compartilhadas na cidade. Entre as  determinações …
2
08:30
Intercept: os principais pontos do depoimento de Moro no Senado
O ministro da Justiça, Sergio Moro, prestou esclarecimentos em audiência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça do Senado) sobre …
3
04:04
E se Carlos Bolsonaro fosse gay?
O ex-deputado Jean Wyllys fez uma série de posts em sua rede social apontando que Carlos Bolsonaro, o filho 02 …
4
03:02
Empresas usaram disparos no WhatsApp durante eleição de Bolsonaro
Uma reportagem publicada pela Folha de S. Paulo mostra que empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para …
5
01:49
Senado diz não e derruba o decreto de armas de Bolsonaro
O Senado votou na terça-feira, 18, o parecer que pede pela suspensão dos decretos que flexibilizam o porte e a …
6
03:54
Bancada do PSL passa vergonha ao convocar e desconvocar Glen Greenwald
O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) apresentou na quarta-feira, dia 12, um requerimento na Comissão de Segurança Pública da Câmara …
7
03:48
O melhor jornal do mundo faz a pior reportagem para Bolsonaro
Essa é a pior reportagem já publicada num jornal estrangeiro contra Jair Bolsonaro. Por dois motivos: saiu no mais importante …
8
03:47
A estranha conexão entre o caso Najila Trindade e Sérgio Moro
O jornalista Gilberto Dimenstein publicou em sua coluna no site Catraca Livre um texto em que conecta dois casos de …