Últimas notícias:

Loading...

Lésbica é espancada em Praia Grande

"Você gosta de ser menino? Então você vai apanhar igual menino", disse um dos criminosos

Por: Redação

Uma garota de 19 anos ofendida por ser lésbica e espancada por dois homens em Praia Grande, no litoral de São Paulo. A vítima foi abordada na Avenida do Trabalhador. Eles pediram para que ela entrasse no carro, mas recusou e foi atacada com socos e chutes e depois jogada dentro do carro.

Crédito: Reprodução/Praia Grande Mil GrauJovem foi agredida por dois homens em Praia Grande,  São Paulo

“Um dos caras no carro disse: você é menino? Ela disse, sim, sou menino. Aí ele falou: então você gosta de ser menino? Então você vai apanhar igual menino”, contou a mãe da vítima ao G1.

“Graças a Deus não abusaram dela. A sensação foi mais para bater porque ela falou que gostava de ser menino. Por puro ódio, pura revolta. E você se sente mais revoltado ainda por não ter resposta.”

A jovem foi atendida no Hospital Irmã Dulce com ferimentos no rosto, na costela e nas pernas.

Violência contra a mulher

Atualmente, só no Brasil, o número de mulheres que morrem ou são violentadas é alarmante e demanda conscientização sobre os direitos e liberdades de cada um. No período de 1 ano, entre março de 2016 e 2017, o país registrou 8 casos do crime por dia.

Assédio e violência são as principais preocupações das mulheres. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Ipsos em 27 países, incluindo o Brasil. Entenda o estudo.

Compartilhe: