Lewandowski manda prender advogado que disse ter vergonha do STF

"Ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu?", disse o advogado

Por: Redação | Comunicar erro

Nesta terça-feira, 4,  o advogado Cristiano Caiado de Acioli, 39 anos,  foi detido após dizer ao ministro Ricardo Lewandowski que o STF é uma “vergonha”. O episódio ocorreu em um voo de São Paulo para Brasília. Acioli foi levado para na Superintendência da Polícia Federal em Brasília e liberado,  por volta das 18h, depois de  prestar esclarecimentos.

Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil Brasília“Vem cá, você quer ser preso? Chamem a Polícia Federal, por favor”, disse o ministro

No vídeo compartilhado nas redes sociais, Acioli diz: “Ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês”. Lewandowski fica visivelmente irritado com o comentário e responde: “Vem cá, você quer ser preso? Chamem a Polícia Federal, por favor”.  O vídeo completo pode ser visto em O Estadão.

Por telefone ao G1,  Acioli disse que tratou  Lewandowski com toda a etiqueta que é devida. “Fiz uma manifestação, é uma essência da Constituição. É um direito básico.”

Em outro vídeo,  o advogado se levanta pouco depois do pouso do avião e discursa sobre o direito constitucional de me manifestar.

No Twitter, #MePrendeLewandowski está no topo dos trending topics desde o início da noite:

Compartilhe: