CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Líder feminista anula 850 casamentos infantis em Malawi

Por: Redação

A líder Theresa Kachindamoto, supervisora de um distrito em Malawi, na África, é conhecida por ajudar mulheres e meninas de sua comunidade. Nos últimos três anos, ela já conseguiu anular mais de 850 casamentos infantis forçados e ainda lutou para colocar as garotas na escola novamente e abolir rituais que iniciam as crianças sexualmente.

Em Malawi, região com um baixo Índice de Desenvolvimento Humano, é comum as famílias casarem as filhas ainda crianças para as despesas diminuírem. Por isso, ao ver meninas de 12 anos grávidas e adolescentes casadas, Theresa decidiu se mobilizar contra esse tipo de abuso.

Theresa Kachindamoto atua na defesa dos direitos das mulheres no país africano

A líder atua no local há 27 anos e, em 2015, após um grande trabalho de conscientização, o parlamento de Malawi aprovou uma lei que proíbe casamentos antes dos 18 anos. No entanto, ainda há muito para mudar, pois, segundo uma lei da cultura local, as crianças ainda podem casar com o consentimento dos pais.

No país africano, uma em cada cinco mulheres são vítimas de abuso sexual e os índices de HIV só aumentam. Devido ao ativismo, Theresa já foi ameaçada de morte por políticos contrários às políticas públicas conquistadas. Mas ela rebate e afirma que continuará lutando para garantir a educação das mulheres: “Se elas forem educadas, podem ser o que quiserem”.

Crédito: Marc HoferEm Malawi, é comum as crianças serem vítimas do casamento forçado

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.