Lula viajou de Curitiba para SP em avião de Luciano Huck

Em 1º ato político, Lula atacou Bolsonaro, a Operação Lava Jato, o ex-juiz Sergio Moro e a política econômica do atual governo

Por: Redação

O ex-presidente Lula chegou a São Paulo no começo da tarde deste sábado, 9, após deixar Curitiba, onde ficou preso 580 dias, em um jatinho particular. A aeronave em questão é da empresa que o casal Luciano Huck e Angélica são sócios.

O Embraer Phenom 300, de prefixo PP-HUC, foi comprado pela Brisair Serviços Técnicos Aeronáuticos pelo valor de R$ 17,7 milhões com recursos subsidiados pelo BNDES em 2013. O caso foi revelado pelo site O Antagonista.

Crédito: Reprodução/TV Globo O jato que trouxe o ex-presidente Lula de Curitiba pertence à empresa do apresentados Luciano Huck

Procurado pelo UOL, a assessoria de Luciano Huck confirmou que a aeronave faz parte da frota da Icon Taxi Aéreo, mas o apresentador negou ter ligação com o fretamento.

“Não tenho qualquer influência para quem ela é fretada. A agenda de locação das aeronaves é de responsabilidade da Icon Taxi Aéreo”, disse a assessoria.

Já equipe do ex-presidente Lula informou que o aluguel da aeronave foi contratado e pago pelo PT. O valor não foi informado.

A aquisição da aeronave pelo apresentador Luciano Huck já foi alvo de críticas do presidente Jair Bolsonaro.

Ato político em SBC

Em discurso no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo (SP), na tarde deste sábado, 9, um dia após deixar a prisão, o ex-presidente Lula fez duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), ao qual se referiu como miliciano.

“Ele [Bolsonaro] foi eleito. Democraticamente nós aceitamos o resultado da eleição. Esse cara tem um mandato de 4 anos. Agora, ele foi eleito para governar pra o povo brasileiro, e não para governar para os milicianos do Rio de Janeiro”, disse o ex-presidente para uma multidão.

Crédito: Paulo Pinto / Fotos PúblicasLula durante ato no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP)

Lula também atacou a Operação Lava Jato, o ex-juiz Sergio Moro e a política econômica do governo Bolsonaro.

“Quando um ser humano tem clareza do que ele quer na vida, do que ele representa e de que seus algozes estão mentindo, eu tomei a decisão de ir lá pra PF. Eu poderia ter ido para uma embaixada, para outro país. Eu precisava provar que o juiz Moro não era um juiz, era um canalha que tava me julgando. Que o Dallagnol não representa o MP, montou uma quadrilha com a força-tarefa da Lava Jato, inclusive para roubar dinheiro da Petrobras e das empreiteiras. Se eu tivesse saído do Brasil, eu seria tratado como fugitivo”, afirmou.

O ex-presidente também atacou a Rede Globo. “Lá em cima tá o helicóptero da Rede Globo de Televisão para falar merda outra vez sobre o Lula e sobre nós”, referindo-se a aeronave que acompanhava o ato.

Em nota, a emissora repudiou os ataques do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “A prova de isenção da emissora é a transmissão do discurso que o ex-presidente fez ontem e hoje. Também é prova de sua isenção ser alvo de ataques dos extremos do espectro político hoje, tão radicalizado. A Globo faz jornalismo sério e continuará a fazer. Sem se intimidar e sem jamais perder a serenidade”, diz a emissora carioca.

Lula deixou a carceragem da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde ficou preso por 580 dias, beneficiado pela decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), que definiu que a prisão de condenados somente deve ocorrer após o fim de todos os recursos.

Estavam presentes no ato o ex-prefeito Fernando Haddad, o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ), o líder do MTST, Guilherme Boulos, a deputada Gleisi Hoffmann e outras lideranças do PT.

Compartilhe:

1
O ambicioso plano de Paulo Guedes para a economia do Brasil
“Transformar o Estado Brasileiro” é o que pretende o ministro da Economia, Paulo Guedes, com o pacote de ações que …
2
O que acontecerá com Lula e outros presos após a decisão do STF?
Por 6 votos a 5, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu mudar o entendimento sobre a prisão de condenados em …
3
03:52
No Brasil, 13,5 milhões de pessoas vivem na pobreza extrema
Dados da última edição da Síntese de Indicadores Sociais do IBGE, que analisa a qualidade de vida da população, mostra …
4
03:58
Por que o câncer do prefeito de SP está cada vez mais comum ?
Diagnosticado com um tumor no sistema digestivo, aos 39 anos, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), apresenta um …
5
16:46
Os melhores momentos de Janaína Paschoal no Roda Viva
Convidada do programa Roda Viva da última segunda-feira, 4, a deputada estadual Janaína Paschoal (PSL) avaliou o atual cenário político …
6
05:28
Obstrução de Justiça pode gerar impeachment de Bolsonaro?
Em meio à polêmica envolvendo Jair Bolsonaro (PSL) no caso do assassinato da vereadora Marielle Franco, o deputado federal David …
7
05:16
Valério diz que Lula é um dos mandantes da morte de Celso Daniel
O empresário Marcos Valério, operador do mensalão, revelou em depoimento ao Ministério Público de São Paulo que os ex-presidente Lula …
8
07:19
Amazônia Sem Lei: desmatamento, grilagem, garimpo e queimadas
Desmatamento, queimadas, grilagem, garimpo e conflito. A disputa por terras na Amazônia é muito mais profunda do que a recente …