Últimas notícias:

Loading...

Mãe de Gael vai para prisão onde está Suzane von Richtofen e Elize Matsunaga

Defesa disse que Andréia Freitas de Oliveira, de 37 anos, não se lembra do que aconteceu na noite do crime

Por: Redação

Andréia Freitas de Oliveira, de 37 anos, suspeita de assassinar o filho, Gael de Freitas Nunes, 3 anos, foi transferida na noite de ontem, 11, para a Penitenciária Feminina I de Tremembé, no interior do estado.

O presídio é conhecido por abrigar presas de casos de grande repercussão nacional, como Suzane von Richtofen, condenada a 39 anos pela morte dos pais, Ana Carolina Jatobá, condenada pela morte da enteada Isabella Nardoni e Elize Matsunaga, condenada por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga.

Gael
Crédito: Reprodução/TV GloboMãe de Gael vai para prisão onde está Suzane von Richtofen e Elize Matsunaga

Por causa da covid-19. a mãe de Gael ficará isolada em uma cela por 15 dias. A prisão preventiva dela foi decretada ontem pela Justiça.

‘Não se lembra de nada’

Em entrevista ao G1, o advogado Fábio Gomes da Costa, que cuida da defesa de Andréia, disse que ela não se lembra do que aconteceu na noite do crime e que, ao ficar sabendo da morte do filho, chorou por 40 minutos.

O advogado afirmou ainda que sua cliente não assume a autoria do crime e que irá solicitar a prisão domiciliar ou a transferência para um hospital psiquiátrico, além de um exame de insanidade mental. “Ela está muito abalada e não se lembra de nada”.

O crime ocorreu na noite de segunda-feira, 11, no bairro da Bela Vista, região central da capital.

Em depoimento, a tia-avó de Gael contou que chegou a ouvir barulhos fortes de batidas na parede e de vidro quebrando na cozinha da casa. Quando chegou ao cômodo, encontrou a criança deitada no chão, com vômito e coberta por uma toalha de mesa.

Em nota, a Santa Casa de São Paulo informou que Gael Nunes chegou na unidade em processo de reanimação pela equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e seguiu assim até ser determinado o óbito.

A mulher foi indiciada por homicídio qualificado por meio cruel. Segundo o boletim de ocorrência, a criança tinha ferimentos pelo corpo e sofreu uma parada cardíaca.

O corpo de Gael será sepultado no município de Prata, na Paraíba.

Compartilhe:

Tags: #Crime