Mapa interativo mostra as florestas no mundo inteiro e ajuda a prever mudanças climáticas

Mapa promove melhores práticas para o uso da terra

Por: Redação

O Acompanhar as áreas desmatadas e, além disso, prever as condições climáticas de diferentes regiões do planeta são algumas das funções do satélite virtual Suomi NPP, administrado pela NASA e pelo NOAA.

Para funcionar, os dados são coletados a partir de satélites que captam a quantidade de luz absorvida pela terra e o que é refletido para o espaço. Nas áreas florestadas, a vegetação absorve a luminosidade, enquanto nas regiões desérticas os raios são rebatidos.

Medições deste tipo são feitas pelo instituto há mais de 22 anos. No entanto, o modelo mais recente é também o mais preciso. As primeiras ferramentas forneciam mapas que produziam um pixel de imagem a cada quatro quilômetros reais. Em 1999, a NASA lançou um sensor capaz de melhorar a análise, passando para 500 metros por pixel.

Atualmente, o sistema permite a criação de um mapa mundial sem a presença de nuvens. Isto acontece porque eles são atualizados semanalmente e, em sete dias, é possível somar as medições individuais e conseguir períodos de céu limpo, para que sejam conectados em um mosaico final, livre de nuvens.

Os benefícios

Segundo especialistas, o estudo ajuda a promover melhores práticas para o uso da terra. As análises pixel por pixel mudam a casa semana, permitindo um aviso prévio para surtos de seca, incêndios, umidade relativa do ar, desmatamento, entre outras ações.

Com informações do site Ciclovivo

Compartilhe: