Metodista fecha cursos e demite ao menos 45 professores

Segundo o presidente do Sinpro ABC, a expectativa é que ocorram outras 15 demissões até o dia 18 de dezembro

Por: Redação | Comunicar erro
Os cursos mais afetados da Universidade são os de pós-graduação

Ao menos 45 professores foram demitidos pela Universidade Metodista de São Paulo neste semestre com a mudança de gestão da instituição, de acordo com estimativa do Sindicato dos Professores do ABC (Sinpro ABC). Segundo alunos e funcionários, os cursos mais afetados são os de pós-graduação.

Em entrevista ao “G1“, José Jorge Maggio, presidente do Sinpro ABC, disse que a expectativa é que ocorram outras 15 demissões até o dia 18 de dezembro, com o encerramento do ano letivo. “A área de pós-graduação é a mais afetada. Na graduação estão fechando cursos, como matemática, biologia, letras, filosofia. Vamos acionar a Justiça para preservar os direitos dos docentes afastados.”

“A Metodista alega crise econômica no Brasil, mas não faz muito sentido porque não afastaram os professores que ganham mais. Afastaram aqueles estavam à frente de movimentos que resistiam contra a extinção de cursos na universidade”, disse Maggio.

“Muitos alunos estão perdendo seus orientadores, provocando insegurança na comunidade acadêmica devido à dimensão do problema que a universidade vem passando. As demissões têm sido arbitrárias e não demonstram respeito por esses profissionais”, declarou Carlos Ferreira, representante dos alunos da pós-graduação em Comunicação Social da Metodista.

Os desligamentos de professores começaram neste semestre após o novo reitor, o professor Paulo Borges Campos Júnior, assumir o cargo de administrador da universidade. A crise na faculdade atinge os três campos, Vergueiro, Planalto e Rudge Ramos, mas com mais impacto no último deles, conforme informou o Sindicato dos Professores do ABC.

O Catraca Livre entrou em contato com a Metodista, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Em resposta às demissões, nesta quinta-feira, dia 14, às 18h, vai acontecer um ato em prol da educação na Metodista. Endereço: Rua Alfeu Tavares, 149, Rudge Ramos, São Bernardo do Campo.

  • Veja também:

Compartilhe:

1 / 8
1
08:52
Machismo em escolas de samba
Carolina Ribeiro, musa da Unidos de Vila Maria, na zona norte de São Paulo, é a convidada do programa Entrevista …
2
02:06
Como ajudar outras mulheres no Carnaval
O Carnaval chegou e para evitar que algumas coisas chatas e sérias estraguem a sua folia, separamos algumas dicas para …
3
00s
Quem foi Chico Mendes?
Chico Mendes nasceu em Xapuri, no Acre, em uma família de seringueiros, ofício que herdou de seu pai. Ao longo …
4
11:47
Não é Não: tatuagens contra o assédio no Carnaval
Luka Campos, idealizadora da campanha Não é Não, foi a convidada pelo programa Entrevista por Catraca Livre desta semana para …
5
01:40
Desvio em fundos de incentivo para mulheres
O Supremo Tribunal Federal e Tribunal Superior Eleitoral determinaram que 30% dos fundos públicos de financiamiento de campanhas sejam destinados …
6
15:17
Sai Jean Wyllys, entra David Miranda
David Miranda, substituto de Jean Wyllys como deputado federal, é o convidado de estreia do programa Entrevista por Catraca Livre. …
7
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil. …
8
01:27
Rosa para meninas e azul para meninos?
Ao longo da história muita coisa mudou, inclusive a forma como meninos e meninas eram vestidos. No século XVIII, por …