Ministro da Educação comete gafe, web não perdoa e o ridiculariza

Ele participou, nesta terça, 7, de uma sessão com os membros da Comissão de Educação do Senado

Por: Redação

O ministro da Educação Abraham Weintraub, cometeu uma gafe inusitada ao explicar aos senadores as prioridades da pasta que comanda. Ele participou, nesta terça, 7, de uma sessão com os membros da Comissão de Educação do Senado.

ministro educação gafe
Crédito: Agência Brasil/Marcelo CamargoMinistro da Educação comete gafe, web não perdoa e o ridiculariza

Weintraub falava sobre as sanções administrativas que sofreu quando era professor na Unifesp, quando cometeu a gafe. “Eu sofri na pele um processo inquisitorial. E fui inocentado. Durante oito meses eu fui investigado, processado e julgado num processo inquisitorial e sigiloso. Que eu saiba, só a Gestapo fazia isso. Ou no livro do cafta ou na Gestapo”, disse, criticando a falta de acesso ao caso.

Na verdade, o ministro quis se referir ao livro “O Processo”, obra do famoso escritor tcheco Franz Kafka. E não o prato árabe.

A web não perdoou e memes e comentários rolaram durante toda esta terça-feira, 7. Confira: