Missionário é morto após entrar em ilha para cristianizar índios

O americano tentou adentrar na ilha mesmo sabendo que o local é isolado e visitantes não são permitidos

Por: Redação
missionário morto flechadas
Crédito: Reprodução/InstagramO missionário tentou entrar na ilha mesmo sabendo que o local é isolado e visitantes não são permitidos

Um missionário foi morto a flechadas após entrar em uma ilha isolada da Índia ocupada por uma tribo indígena, com o intuito de apresentar o cristianismo aos habitantes do local.

A ilha de North Sentinel, situada no Índico, é terminantemente proibida para visitantes e o americano de 27 anos, identificado como John Allen Chau, sabia das regras, mas ignorou as advertências e acabou morto, segundo o “Sun“.

“Ele tentou chegar às ilhas em 14 de novembro, mas não conseguiu. Dois dias depois, ele se preparou melhor. Ele chegou de canoa à ilha”, disse uma fonte à agência de notícias France Presse.

O corpo do missionário foi arrastado pelos indígenas com ajuda de uma corda presa ao pescoço e abandonado em uma praia. Pescadores localizaram o cadáver, mas não puderam recuperá-lo.

O caso está sendo tratado como homicídio, no entanto, os índios não podem ser indiciados pela morte de John pois são inimputáveis, de acordo com as leis locais.

Compartilhe:

Tags:#Mundo
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.