Últimas notícias:

Loading...

Moradores de Roterdã se unem e constroem passarela para pedestres via financiamento colaborativo

Governo tinha aprovado reivindicação, mas a obra iria demorar 30 anos

Por: Redação
Divulgação
Cada pedaço da ponte recebeu o nome de um dos colaboradores

O centro da cidade de Roterdã, Holanda, é cortada por ferrovias e rodovias, o que dificultava a vida dos pedestres e tornava parte da cidade deserta. Pensando em deixar a cidade mais acessível, os moradores uniram-se e pediram para o governo uma passarela que reconectasse o centro da cidade.

O poder público aceitou a reivindicação popular, mas a construção da passarela demoraria 30 anos. Por isso, os cidadãos resolveram criar um financiamento coletivo para construir a passarela com as próprias mãos.

Divulgação
Opções de doação do financiamento coletivo

Com o apoio de arquitetos, foi criado o projeto de uma passarela de 350 metros, que era dividida em 17 mil segmentos de madeira. A partir de 25 euros, qualquer um podia colaborar para a obra. Como contrapartida, o nome dos colaboradores foi talhado na madeira.

Em apenas três meses, o movimento levantou 100 mil euros e iniciou a construção da passarela. Depois, o grupo conseguiu via votação fazer com que o governo destinasse uma verba pública para a aceleração da construção.

A construção fez parte do projeto I Make Rotterdam (Eu Faço Roterdã) e prevê a construção de mais espaços para pedestres.

Via Sampa Criativa. 

Compartilhe: